Cuca foi portador de más notícias: não sabe sobre Ganso e prevê saídas

Com a chegada de Cuca, o Palmeiras vai passar por novas mudanças, então a torcida já criou expectativa de que o clube vai fazer mais contratações. Porém, nesta terça-feira (9), o técnico se reapresentou no clube e foi portador de más notícias.

Questionado sobre reforços, ele mostrou total desconhecimento. Primeiro disse que nem conhece o lateral esquerdo Danilo Avelar, que está no Torino e foi especulado como um possível alvo para um setor que está deficiente no clube. Depois ele também afirmou que não sabe sobre negociações com o meia Paulo Henrique Ganso, do Sevilla.

"Eu nunca ouvi falar do Danilo Avelar. Vi até o jogo da Juventus contra o Torino. Estava torcendo para o Torino, mas no final a Juventus empatou. Mas não lembrou dele", afirmou Cuca inicialmente.

Depois também disse que não tem informações sobre Ganso, meia que não está bem no Sevilla e foi especulado no Palmeiras: "o Ganso eu não tenho acompanhado. Acho que não está jogando. Mas para mim é novidade, foge de mim". 

É claro que o Palmeiras pode ter aberto negociações com esses jogadores sem consultar Cuca, que só chegou agora ao clube. Mas o desconhecimento do técnico sobre a situações dos dois pode ser um empecilho.

Ganso Sevilla Granada LaLiga


Só nas últimas semanas Ganso voltou a jogar pelo Sevilla (Foto: Getty Images)

Outra notícia desanimadora para torcida foi a declaração de Cuca sobre as possíveis negociações de jogadores que estão no elenco atual.

"Tem jogadores que podem sair no meio do ano e tenho de estar atento a isso. Se você perder, é natural que você recomponha. Se tiver no mercado alguma coisa boa para o Palmeiras, vamos conversar", prometeu Cuca.

Alguns jogadores já estão entre os favoritos para sair: Vitor Hugo, que há meses negocia com a Fiorentina; Erik, Rafael Marques e Alecsandro, que receberam pouquíssimas chances de jogar nesta temporada

De qualquer forma, as decisões sobre contratações e vendas ainda devem demorar para sair: "em um período de duas ou três semanas vou ter condição boa de dar uma avaliada e passar o que eu penso para o Alexandre Mattos", explicou o técnico.