Cuca diz que duelo com Boca foi 'jogo típico de Libertadores’, fala da confusão e exalta equipe nos pênaltis

·1 minuto de leitura


“ Um típico jogos de Libertadores”. Assim o técnico Cuca definiu a partida contra o Boca Juniors, que classificou o Atlético-MG Pas quartas de final da competição.

A frase de Cuca tentou resumir o clima hostil com os argentinos durante e depois do jogo, quando houve confusão provocada pela delegação do Boca Juniors que terminou em uma ida à delegacia, após briga generalizada no Mineirão.

Cuca falou da confusão na entrada dos vestiários e preferiu exaltar a qualidade da sua equipe nas cobranças de pênalti, que garantiram a vaga na próxima fase e R$ 7,6 milhões aos cofres do clube brasileiro, do que cobrar os jogadores por não terem decidido o confronto no tempo regulamentar.

Os técnicos Cuca e Miguel Ángel Russo se cumprimentaram depois do jogo e o comandante do Galo sinalizou que estava encerrada a peleja Porém, não foi assim que os argentinos entenderam e resolveram iniciar a série de violência e barbaridades contra o patrimônio do Mineirão. Confira nos vídeos a análise de Cuca sobre o jogo.

A "frieza" alvinegra nas penalidades foi destacada por Cuca na classificação do Galo
A "frieza" alvinegra nas penalidades foi destacada por Cuca na classificação do Galo

A "frieza" alvinegra nas penalidades foi destacada por Cuca na classificação do Galo-(Pedro Souza/Atlético-MG)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos