Cuca assume responsabilidade por eliminação do Santos e poupa elenco: 'Grandeza está em saber perder'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


O técnico Cuca assumiu a culpa pela eliminação do Santos nas oitavas de final da Copa do Brasil, após ser derrotado por 1 a 0 para o Ceará, nesta quarta-feira (04), no estádio do Castelão, em Fortaleza. O treinador santista também optou a não responsabilizar outras peças pela desclassificação.

- Abala se você vir aqui e achar meia dúzia de culpados, criticar os meninos e os mais velhos também. Isso não vai acontecer. A grandeza do ser humano está saber perder. É claro que a gente fica p... da vida de perder, você não gosta, eu odeio isso, mas faz parte da nossa vida. E o amadurecimento para eles está em cima dessa derrota. Eles deram tudo o que podiam, não podemos culpar ninguém. O culpado maior sou eu, que coloca eles em campo - disse o comandante em entrevista coletiva virtual após o jogo.

O "professor" do Peixe entende que a derrota pode ser benéfica para que os atletas não cometam o mesmo erro na outra competição mata-mata que o Santos tem em seu calendário, a Copa Libertadores da América na qual o Alvinegro tem compromissos contra a LDU, pelas oitavas de final, no dia 24 de novembro, em Quinto, no Equador, e 01º de dezembro, na Vila Belmiro.

Antes disso, o Santos tem compromisso pelo Campeonato Brasileiro, no qual é quinto colocado. Neste domingo (08), às 18h15, os santistas encaram o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, pela 20ª rodada da competição, a primeira do segundo turno.

- Vou me regenerar o mais rápido possível pra domingo estar inteiro e fazer um bom jogo contra o Red Bull Bragantino. É isso que a gente tem que fazer e pronto. O que ficou aqui hoje a gente tem que tirar de lição pra não ter esse erro em outra competição de mata-mata, que é a Libertadores - pontuou Cuca.

O Santos deixou a Copa do Brasil sem marcar gols. O Peixe iniciou a competição diretamente nas oitavas de final, já que disputa a Libertadores. No jogo de ida contra o Ceará, na Vila Belmiro, empate em 0 a 0. Já na volta, a derrota para os cearenses por 1 a 0, em Fortaleza, consumou a desclassificação santista.