Cruzeiro vence o Brusque em casa e elimina risco de queda na Série B

·3 min de leitura


Fim do drama . O Cruzeiro conseguiu a pontuação mínima e seguirá na Série B de 2022. A Raposa derrotou o Brusque, rival direto na luta contra o rebaixamento, por 2 a 0, gols de Vitor Leque e Giovanni, na noite desta terça-feira, 9 de novembro, no Mineirão, pela 35ª rodada da competição.

A equipe mineira chegou aos 46 pontos, ocupando a 10ª posição, e afastou de vez as possibilidades de ser rebaixada à terceira divisão. Agora o foco será pensar em terminar o campeonato de forma digna e iniciar o planejamento para a próxima temporada, em que o Cruzeiro irá jogar pelo terceiro ano seguido a segunda divisão nacional.

Cruzeiro x Brusque
Cruzeiro x Brusque

Cruzeiro vence e não tem risco de queda (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Para o Brusque, o revés significa ampliar a dificuldade em se manter na Série B. A equipe catarinense está com 38 pontos, na 16ª posição, e pode entrar no Z4 ao fim da rodada se o Londrina empatar com o CRB nesta quarta-feira, 10.

Com o apoio da China Azul

Depois do imbróglio com a Minas Arena sobre liberar ou não a capacidade máxima do Mineirão, quem esteve no estádio, pouco mais de 35 mil pessoas, empurrou a Raposa o tempo todo e foi recompensado com o triunfo celeste.

Cruzeiro impõe seu ritmo, evita ataques do Brusque e abre o placar
Em boa parte do primeiro tempo e início da segunda etapa, o duelo era “lá e cá”, mas o Cruzeiro foi mais eficiente e Vitor Leque aliviou o torcedor azul no Mineirão fazendo 1 a 0 para a Raposa. Quando foi para cima do time mineiro, o Brusque abriu espaços para os contra-ataques.

Brusque perdeu chances, não marcou e levou o segundo gol

O time catarinense foi em busca do empate, mas deixava espaços para a Raposa, que com um golaço de fora de área de Giovanni, selou o placar e o seu destino na segunda divisão do futebol brasileiro.

Adeus de Sobis

Um dos momentos emocionantes do pós jogo foi a despedida oficial de Rafael Sobis, que anunciou sua aposentadoria do futebol. Ele foi reverenciado pela torcida e disse que nascerá para uma nova vida fora dos campos.

Cruzeiro se salvou, mas não mereceu subir

O próprio técnico Vanderlei Luxemburgo disse antes do jogo que a Raposa não mereceu subir à elite nacional. Agora, treinador, que está apalavrado para 2022, será peça importante para montar um elenco que consiga, enfim, tirar a equipe azul da Série B .

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

CRUZEIRO 2 X 0 BRUSQUE
Data: 9 de novembro de 2021
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda(RJ)
Gols: Vitor Leque, aos 26’ , do 1ºT(1-0), Giovanni, aos 4’ do 2ºT(2-0)
Cartões amarelos: Rafael Sobis (CRU), Lucas Ventura (CRU), Adriano (CRU), Toty (BRU), Rodolfo Potiguar (BRU)
Cartões vermelhos: não houve
Público e renda: não divulgados

CRUZEIRO (Técnico:Vanderlei Luxemburgo)

Fábio; Rômulo, Rhodolfo, Eduardo Brock e Felipe Augusto (Jean Victor); Lucas Ventura, Adriano (Norberto -intervalo) e Giovanni (Ariel Cabral, aos 29’-2ºT); Vitor Leque (Vitor Roque, aos 12’-2ºT) Wellington Nem (Claudinho, aos 28’-2ºT) e Thiago (Rafael Sobis, ao 23’-2ºT)


BRUSQUE (Técnico: Waguinho Dias)

Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar (Hugo Borges, aos 41’-2ºT), Zé Mateus, Fellipe Soutto (Bruno Alves, aos 15’-2ºT) e Jhon Cley (Thiago Alagoano, aos 13’-2º T); Maurício Garcez (Foguinho, aos 29’-2ºT) e Edu (Tony, aos 41’-2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos