Cruzeiro vai pedir à CBF que partida contra o Palmeiras seja disputada com torcida única no Mineirão

Valinor Conteúdo
LANCE!
O encontro contra o Palestra Paulista pode rebaixar o Palestra Mineiro, daí a preocupação da Raposa com a divisão do estádio, no domingo-(Foto: Luis Moura / WPP)
O encontro contra o Palestra Paulista pode rebaixar o Palestra Mineiro, daí a preocupação da Raposa com a divisão do estádio, no domingo-(Foto: Luis Moura / WPP)

O Cruzeiro já está pensando na última partida do time em 2019, contra o Palmeiras, domingo, 8 de dezembro, às 16h, no Mineirão, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

O duelo com o time paulista pode ser o da salvação da queda para a Série B da queda ou somente para cumprir tabela, caso o time celeste não vença o Grêmio, quinta-feira, 5, em Porto Alegre.

Pelo potencial “explosivo” da partida, a Raposa vai entregar, nesta quarta-feira, um ofício com pedindo que o jogo tenha apenas a torcida cruzeirense no estádio. A informação foi veiculada pelo jornal “Hoje em Dia” e confirmada pelo L!.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

A alegação do Cruzeiro para não abrir os portões aos palmeirenses é para evitar conflitos entre os torcedores dos dois times, que se declaram rivais e já estiveram envolvidos em atritos com elevado grau de violência.

O ofício será entregue à Federação Mineira de Futebol (FMF), que levará o pedido à CBF, esperando que a entidade mineira apoie a petição. O documento também será enviado à Polícia Militar de Minas Gerais e ao Ministério Público.

O clube celeste vem tentando combater a violência de alguns grupos de torcedores, principalmente de organizadas do clube em conjunto com o MP. A Raposa quer evitar novos atos de violência como ocorreram nos duelos contra o Atlético-MG e o CSA.

No clássico com o Galo, houve punições por brigas e quebra-quebra de torcedores com a perda de um mando de campo, além de uma multa de R$ 100 mil. Porém, a Raposa recorreu e um novo julgamento no STJD(Superior Tribunal de Justiça Desportiva) será realizado para confirmar a pena ou absolver o clube mineiro.

Outra denúncia contra o Cruzeiro poderá ser apresentada ao STJD caso a súmula do jogo contra o CSA, que relatou arremessos de objetos e até sinalizadores no campo de jogo, seja considerada responsabilidade do time azul.

O Cruzeiro terá uma semana complicada, pois um tropeço contra o Grêmio, pode decretar a queda da Raposa no Brasileiro pela primeira vez em sua história. A equipe de Adílson Batista precisa superar o Ceará na classificação. O Vozão está com 38 pontos, dois a mais do que a Raposa, com 36. Somente duas vitórias e um tropeço dos cearenses salvará o time mineiro da “degola”.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter


Leia também