Cruzeiro vacila outra vez em casa e só fica no empate com o CSA

Valinor Conteúdo
·3 minuto de leitura


O Cruzeiro vacilou mais uma vez em casa e não saiu de um empate com o CSA, por 1 a 1, gols de Pedro Lucas, com Rafael Sobis empatando para a Raposa. O resultado fez a equipe mineira subir para a 10ª posição, com 39 pontos, mas perdeu a chance de encostar nos times que estão mais perto do G4.

O CSA também lamentou, pois ficou na sexta posição, com 45 pontos, evitando de voltar ao grupo de times que terão o acesso à primeira divisão em 2021.

Mais uma vez o Cruzeiro não conseguiu se impor em casa e manteve um baixo aproveitamento dentro de seus domínios, que tem sido determinante para o desempenho oscilante do time na Série B.

Raposa pouco eficaz, CSA na frente

O time alagoano se tornou um dos símbolos da queda do Cruzeiro para a Série B, quando Thiago Neves falou que se não “ganhasse do CSA” seria algo improvável para aquele time. O time mineiro caiu juntamente com o azulão e segue com dificuldades de derrotá-los. Na etapa inicial deu CSA, que mal atacou, mas soube explorar as falhas defensivas cruzeirenses. Pedro Lucas fez o tento alagoano no Horto.


CONFIRA A CLASSIFICAÇAO ATUALIZADA DA SÉRIE B

Mudança de postura, Giovanni Ligado, empate do Cruzeiro

Felipão deixou uma postura mais defensiva no primeiro tempo e apostou em um passe mais qualificado com Giovanni Piccolomo. O resultado foi um chute do meia, que deu sobra para Rafael Sobis marcar o gol de empate. Talvez seja o momento do treinador da Raposa ousar mais na reta final da Série B para tentar buscar ainda o acesso à primeira divisão.

Sassá e Marcelo Moreno: salários altos e baixa produção

Felipão tentou mudar o esquema de jogo com Sassá que, na teoria é mais móvel que Marcelo Moreno. Porém, a Raposa tem uma dupla de centroavantes pouco eficiente em suas funções de origem, para “brigar” com os zagueiros. Eles também não conseguem trabalhar a bola com o meio de campo celeste.

“Erro zero” do Cruzeiro não acontece e Série A fica mais longe

A rodada foi benéfica para a Raposa. Sampaio Corrêa e Juventude derrotados, o que poderia ajudar, pois terá um embate direto com o Avaí na próxima rodada. Todavia, a equipe celeste não se “ajuda” em jogos em casa e vê o acesso cada vez mais distante.

Próximos jogos

Na sexta-feira, 18 de dezembro, o Cruzeiro encara o Avaí, na Ressacada, em Floripa, às 21h30. Já o CSA também joga no sul do país, mas com o Juventude, em Caxias do Sul, às 18h, na sexta, 18. Ambos os duelos são válidos pela 30ª rodada.


FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 1 CSA
Data-Horário: 15 de dezembro, às 21h30
Estádio-Local: Mineirão, Belo Horizonte(MG)
Árbitro: Caio max augusto Vieira(RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos(RN) e Vinicius Melo de Lima(RN)
Cartões amarelos: Jadsom Silva (CRU), Matheus Pereira(CRU), Geovane(CSA)
Cartões vermelhos:-

Gols: Pedro Lucas, aos 25’-1ºT(0-1), Rafael Sobis, aos 11’-2ºT(1-1)

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Jadsom, Jadson(Giovanni-intervalo), e Filipe Machado; Airton(Wellinton aos 38’-2ºT), Rafael Sobis(Sassá, aos 30’-2ºT) e Willian Pottker(Arthur Caike-intervalo). Técnico: Luiz Felipe Scolari


CSA: Matheus Mendes; Cedric, Rodolfo Filemon, Luciano Castán e Diego Renan; Geovane, Andrigo(Rone, aos 19’-2ºT), Yago(Gabriel, aos 19’-2ºT) e Nádson (Marquinhos, aos 30’-2ºT) ; Rodrigo Pimpão(Rafael Bilu, aos 30’-2ºT), Pedro Lucas(Victor Paraíba, aos 38’-2ºT). Técnico: Mozart