Cruzeiro usa criatividade para conscientizar o seu torcedor na luta contra a pandemia da Covid-19

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Cruzeiro inovou na mensagem para informar e prevenir sobre a pandemia de coronavírus. Os perfis do clube no Instagram e no Twitter ficaram fora do ar, tendo apenas o Facebook funcionando novamente.

O “sumiço” dos canais oficiais do clube geraram suspeitas de ataques de hackers e até problemas internos nos servidores. Todavia, a proposta era chamar a atenção do torcedor sobre a Covid-19, problema que está atacando boa parte do mundo.

A proposta da ação era mostrar a dor que a ausência de um ente querido pode causar, focando na prevenção da doença.

-Viu só como é dolorido ter que conviver com a ausência de quem você ama? Infelizmente, o número de mortes pelo Novo Coronavírus no Brasil está aumentando. E para que essa estatística triste não atinja níveis ainda mais alarmantes, é fundamental que façamos a nossa parte.






-Fique em casa. Lave bem suas mãos. Cuide bem dos seus familiares que estão no grupo de risco. Proteja sua família. Cuide bem de você. A luta contra o Novo Coronavírus é, acima de tudo, uma luta pela vida. Juntos, vamos vencer mais essa batalha! Nós conseguimos voltar para deixar essa mensagem para vocês. Uma vida, quando se vai, não volta.

Ação para os pequeninos

O Cruzeiro também ofereceu uma alternativa para o pequenos torcedores passarem o tempo nesta época de quarentena. A Raposa disponibilizou desenhos da Turma do Raposão e Raposinho para serem baixados e coloridos pelas crianças que estão em isolamento, com suas famílias. Além dos desenhos, há uma animação dos mascotes no YouTube, que pode ser acessada de forma gratuita.

O time celeste também mandou o recado para o torcedor reforçar a lembrança de sempre lavar as mãos com sabão e álcool em gel. Para fazer o procedimento de forma correta, o departamento de marketing explicou que o tempo da ação deve ser o mesmo da duração do hino do clube.

O time mineiro tem colocado a criatividade em ação para atuar de forma positiva nesta crise de saúde pública, vivida por todo o Brasil e boa parte do mundo.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


Leia também