Cruzeiro tem cobrança judicial por Angulo, que jogou apenas uma partida no clube mineiro

·1 minuto de leitura


O Cruzeiro tem mais um prejuízo para seus cofres. A contratação do atacante colombiano Angulo, que fez apenas uma partida pelo clube em 2020, gerou uma cobrança de R$ 120 mil que podem ficar ainda mais oneroso se juros e correção monetária forem aplicados.

O empresário André Cury acionou o clube mineiro na Justiça, pedindo o valor. Segundo a defesa do empresário, que moveu a ação via Link Assessoria Esportiva, o Cruzeiro teria de ter pago os R$ 120 mil em três parcelas de R$ 40 mil pela intermediação da vinda de Angulo, que pertence ao Palmeiras, para a Toca da Raposa.

Angulo chegou ao Cruzeiro em março de 2020, jogou apenas contra a URT, quando o Palmeiras solicitou seu retorno. Entretanto, ele voltou ao time mineiro, já que Vanderlei Luxemburgo, então técnico do Verdão, não iria utilizá-lo. Todavia, a equipe celeste ficou impedida de registrar atletas por uma punição da FIFA pelo não pagamento de uma dívida da compra do atacante William Bigode.

Aí, o atacante não pôde ser utilizado e teve de fazer o caminho de volta outra vez para a equipe paulista. O Cruzeiro ainda não foi citado na ação movida por Cury e também não se pronunciou sobre o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos