Cruzeiro recebe 3ª punição do STJD, desta vez, pelo jogo com o CSA

Valinor Conteúdo
LANCE!
A Raposa foi derrotada em casa e parte de sua torcida arremessou objetos e sinalizadores no campo, gerando a denúncia contra o clube-(Mourao Panda/Ofotografico/Lancepress!)
A Raposa foi derrotada em casa e parte de sua torcida arremessou objetos e sinalizadores no campo, gerando a denúncia contra o clube-(Mourao Panda/Ofotografico/Lancepress!)


O Cruzeiro recebeu a terceira punição do STJD por incidentes em seus jogos. Após ser condenado por confusões nos jogos contra Palmeiras(ainda cabe recurso) e Atlético-MG(punição final, sem recurso), a Raposa teve outra sanção pela violência ocorrida no duelo contra o CSA, em 28 de novembro, pelo Brasileiro de 2019.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva condenou o Cruzeiro com base no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por desordem na partida, provocada pelos seus torcedores, que jogaram objetos e sinalizadores no campo de jogo. Veja o que diz o artigo.

Artigo 213: Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir:
I — desordens em sua praça de desporto.
III — lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo.






A pena é, de três jogos com portões fechados e multa de R$40 mil. O clube celeste pode recorrer ao Pleno do STJD.

Caso não consiga reverter as punições contra Palmeiras e CSA, mais a sentença do duelo com o Galo, que não tem mais recurso, a soma das punições chega a sete jogos com portões fechados e R$140 mil de multa.



Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também