Cruzeiro quita parte dos salários dos funcionários, da base e time feminino

Valinor Conteúdo
·1 minuto de leitura


O Cruzeiro conseguiu acertar parte dos salários atrasados dos funcionários do setor administrativo do clube, categorias de base e futebol feminino referente ao mês de novembro.

O clube celeste ainda tem a folha de dezembro pendente, 13º e 20 dias de férias coletivas do mês de abril de 2020, que não foram pagas.

A meta da diretoria agora é fazer os acertos com o elenco principal, que está com parte da folha de outubro em aberto, além dos meses de novembro, dezembro e o 13º salário atrasados. Na última quinta-feira, a diretoria se reuniu com os atletas para explicar a situação, porém, sem dar um prazo para os acertos com o time profissional.


CONFIRA COMO ESTÁ A SITUAÇÃO DO SEU TIME NA SÉRIE B

Assim, como ocorreu antes do duelo contra o Oeste, os jogadores não irão se concentrar para o jogo contra o Operário-PR, pela 36ª rodada da Série B, nesta quarta-feira, 20, no Independência.

O Cruzeiro ainda precisa eliminar de vez qualquer chance de rebaixamento à Série C, já que não tem mais possibilidades de acesso. A Raposa está com 44 pontos, cinco a mais que o Vitória, que é o primeiro do Z-4. Por isso, um triunfo deixa o time comandado por Felipão fora de risco de queda. Além do Operário, o Cruzeiro jogará contra Náutico e Paraná.