Cruzeiro pode ter alívio no caixa e receber seguro de R$ 20 milhões

Valinor Conteúdo
LANCE!


A grave crise financeira do Cruzeiro é um dos grandes entraves para a recuperação do clube, que ainda sofre pela administração desastrosa da gestão Wagner Pires de Sá, que culminou em um “buraco” financeiro no clube, além de um vexatório rebaixamento para a segunda divisão. Apesar do cenário nebuloso, uma luz pode aparecer e ajudar a aliviar o combalido cofre celeste.

O presidente do conselho gestor do clube azul,Saulo Froés, disse que o Cruzeiro poderá receber um seguro de R$ 20 milhões feito para cobrir gestões temerárias de dirigentes do Cruzeiro.

Fróes disse que irá acionar o seguro após a conclusão das investigações das irregularidades da administração de Wagner Pires de Sá, que comandou o Cruzeiro até o fim de 2019 e vem sendo investigado dentro do clube e também pela polícia e Ministério Público.

A seguradora deve liberar o dinheiro para o Cruzeiro após receber da consultoria Kroll, contratada pela Raposa para fazer uma auditoria em todos os setores do clube. A empresa já tem como provar que Wagner Pires de Sá cometeu gestão temerária nas finanças do Cruzeiro.

-Existe um seguro no valor de R$ 20 milhões que cobre gestão temerária por parte dos diretores. Com base nesta documentação, nós também tentaremos receber, diante das provas, esses R$ 20 milhões. Caso a gente consiga, será muito importante para o fluxo de caixa para este ano diante da situação que enfrentamos- disse Saulo Fróes em entrevista à Rádio Itatiaia.

Os relatórios da Kroll também vão ajudar nas investigações do Ministério Público e da Polícia Civil de Minas Gerais, que trabalham com apurações de crimes contra Pires de Sá e membros da sua diretoria.










-Esse levantamento que a Kroll está fazendo, quanto à documentação em provas, será de suma importância não só para apresentar no processo que corre junto ao Ministério Público, mas também para que a gente possa solicitar o simples ressarcimento. Porque pode não ser considerado crime, mas existe a responsabilidade civil por gestão temerária-disse Fróes.

Saulo Fróes acredita que a investigação contra a gestão Pires de Sá deve se encerrar no fim do mês, o que poderá agilizar saque do seguro.

-Estamos muito esperançosos que em maio a gente traga essa boa notícia para a torcida do Cruzeiro e que possa ajudar nesta fase de recuperação- finalizou.

A diretoria capitaneada por Wagner Pires de Sá é investigada por lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e falsidade ideológica, quebras de regras da CBF, FIFA, que envolviam contratos proibidos de jogadores menores de idade, empresários que não podiam operar no futebol e cessão irregular de direitos econômicos de atletas. As investigações já estavam em andamento desde 2018, mas vieram à tona após reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, no dia 26 de maio de 2019.

Ainda recai sobre a antiga gestão, possíveis superfaturamentos de serviços, notas fiscais frias, comissões irregulares para empresários de atletas, aumentos em salários de dirigentes que poderia originar a “rachadinha” e até pagamentos irregulares para conselheiros e a torcidas organizadas.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também