Cruzeiro perde para o Remo em Belém e fica cada vez mais perto do Z4 da Série B

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Atuação ruim, sem nenhuma força ofensiva e marcação frouxa parecem ter virado sinônimos de jogos do Cruzeiro, que foi derrotado mais uma vez pela Série B do Brasileiro, desta vez pelo Remo por 1 a 0, com um golaço de Victor Andrade para o time paraense, na noite desta terça-feira.

+ Veja a tabela da Série B e os próximos jogos do seu time

Foi a terceira vitória seguida do Remo, que agora ocupa a 11ª posição, com 16 pontos. Já a Raposa, que não vence há seis jogos, estacionou nos 11 pontos, ocupando a 16ª colocação, só que ao fim da rodada pode entrar na zona do rebaixamento.

A partida em Belém foi outra tortura para o torcedor celeste, que vê sua equipe definhando a cada jogo e caminhando para ficar mais um ano lutando para não cair para a Série C.

Um golaço abre o placar e aumenta o drama da Raposa

Quando o Cruzeiro tentava pressionar o Remo, sofreu o gol. Aliás, um golaço de voleio, de Victor Andrade. O tento anotado pelo time paraense deixou os mineiros nervosos, o que gerou uma baixa produção.

Remo marcando bem, mas com a ajuda da lentidão celeste

A equipe de Felipe Conceição, ex-treinador da Raposa, conseguiu neutralizar as jogadas de ataque do Cruzeiro. E ainda contou com a colaboração do time azul, que estava lento na transição de bola, sem movimentação na frente, facilitando a marcação do Remo.

Expulsão de Matheus Barbosa levou o Cruzeiro a uma busca “suicida” pelo empate

Em uma falta boba, o volante da Raposa levou o segundo cartão amarelo, foi expulso, mas não tirou o ímpeto da Raposa em buscar o gol da igualdade. Porém, ir para cima, deixava espaços para o Remo, que ameaçou várias vezes o gol de Fábio.

Valentia não falta ao Cruzeiro. Falta qualidade

Não se pode negar que o time treinador por Mozart Santos é aguerrido, se entrega em campo. Mas, continua repetindo o ano de 2020, quando um amontoado de jogadores tentavam vencer os jogos. O desenho de uma briga contra o rebaixamento parece ficar cada vez mais evidente para o time mineiro.

Próximos jogos

A Raposa encara o Vila Nova-GO no sábado, 24 de julho, às 16h30, em Goiânia. O Remo terá pela frente o Londrina na sexta-feira, 23, às 18h, no Estádio do Café.


FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

REMO 1 X 0 CRUZEIRO
Data: 20 de julho de 2021
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Estádio Baenão, Belém (PA)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Tiago Augusto Kappes Diel e Luiza Naujorks Reis (Ambos do RS)
Cartões amarelos: Victor Andrade (REM), Igor Fernandes (REM), Rafael Sobis (CRU), Matheus Barbosa (CRU)
Cartões vermelhos: Matheus Barbosa (CRU)
Gol: Victor Andrade, aos 22’-1ºT(1-0)


REMO (Técnico: Felipe Conceição)

Vinicius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes (Marlon, aos 34’-2ºT); Uchôa, Lucas Siqueira (Marcus Júnior, aos 9’-2ºT) e Felipe Gedoz; Dioguinho (Wallace, aos 20’-2ºT), Erick Flores (Arthur, aos 20’-2ºT) e Victor Andrade (Wellington Silva, aos 34’-2ºT).


CRUZEIRO (Técnico:Mozart Santos)

Fábio; Norberto, Eduardo Brock, Rhodolfo e Jean Victor; Rômulo (Flávio, aos 31’-2ºT), Matheus Barbosa e Marcinho (Guilherme Bissoli, aos 8’-2ºT); Rafael Sobis (Thiago aos 31’-2ºT), Bruno José (Wellington Nem, aos 22’-2ºT) e Felipe Augusto (Dudu-intervalo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos