Cruzeiro não paga acordo de R$ 1,9 milhão com Mano e o técnico cobra R$ 5,3 milhões na Justiça

Valinor Conteúdo
LANCE!

A crise sem fim no Cruzeiro tem novo capítulo: o técnico Mano Menezes, que deixou a Raposa no meio de 2019, pede na Justiça do Trabalho R$ 5,3 milhões do clube mineiro por não ter cumprido um acordo do pagamento de rescisão de contrato no valor de R$ 1,9 milhão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O treinador entrou com duas ações na Justiça, na 27ª e 42ª Vara de Belo Horizonte.Em um dos processos, Mano afirma que a rescisão de contrato com o Cruzeiro, feita antes do fim do vínculo, foi de comum acordo, ficando acertado que ele receberia R$ 1.911.924,11, que seria pago em duas parcelas de R$ 955.962,00, uma em agosto, e a outra em 12 de setembro de 2019.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Como o Cruzeiro não cumpriu o prazo e não quitou nenhuma parcela, Mano Menezes, que ficou na Toca da Raposa por quase três anos, resolveu cobrar outros direitos como FGTS, férias, direitos de imagem, gerando um valor na casa dos R$ 5,3 milhões.

Confira o que Mano Menezes cobra do Cruzeiro na Justiça

R$ 1.349.424,11 de parcelas rescisórias incontroversas (R$ 500 mil pela conquista do Mineiro 2018);diferenças sobre as parcelas rescisórias, considerando o salário base de R$ 600.000,00 que deveria ser pago a partir de 01/01/2019 até o término de vigência contratual: R$ 23.333,33, R$ 58.333,33, R$ 66.666,67 e R$ 20.888,89; pagamento das diferenças salariais relativas à cláusula 5.1 do contrato de trabalho onde o valor do salário bruto deveria ser de R$ 600.000,00 (cláusula 5.1) relativo a janeiro/2019 até a rescisão: R$ 700.000,00; saldo de Salário do mês de Junho de 2019: R$ 199.597,00;saldo de Salário do mês de Julho de 2019: R$ 362.903,00;pagamento da multa do artigo 477,§ 8º, da CLT: R$ 600.000,00 e mais de R$ 1 milhão em direitos de imagem.

O Cruzeiro disse que ainda não foi notificado pela Justiça sobre as duas ações do seu ex-treinador.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também