Cruzeiro lança time de futebol americano na Toca da Raposa

RADAR/LANCE
Depois do vôlei, clube mineiro terá time para jogar os campeonatos com a bola oval

Depois do sucesso no vôlei, o Cruzeiro lançou sua equipe de futebol americano. Em parceria com o BH Eagles e o Grupo Sada, a diretoria do clube mineiro apresentou a nova modalidade da agremiação. A cerimônia de apresentação foi realizada nesta sexta-feira, na Toca da Raposa.

- O Cruzeiro sempre foi pioneiro no esporte. A união que resultou no time de vôlei foi sensacional, o time é o maior ganhador do mundo. E a torcida foi junto, lotando pistas, estádios e quadras. Tenho certeza que tudo isso vai se repetir com o futebol americano, uma modalidade que cresce bastante no país - comentou o presidente Gilvan de Pinho Tavares.

- Muitas pessoas que ainda não são torcedores do Cruzeiro, mas que são adeptos do futebol americano, de agora em diante podem se tornar nossos torcedores e vestirem nosso manto sagrado. Isso acontecendo, com certeza vai aumentar a força da marca Cruzeiro, que já é tão poderosa e forte. A nossa torcida abraça estas causas, mas sempre exige conquistas. É importante ter toda a nossa torcida incentivando, mas temos que satisfazê-la, porque ela é bem acostumada com conquistas - acrescentou.

A parceria com o grupo Sada para o futebol americano será a mesma que a já realizada no time de vôlei, esporte em que o Cruzeiro se tornou imbatível e mundialmente conhecido dentro das quadras.

A equipe do BH Eagles já existia desde a temporada de 2014. No ano passado, o time mineiro conquistou o título de acesso para disputar o Campeonato Brasileiro, além do vice-campeonato estadual e da Copa América.

- Queremos ganhar nosso primeiro Campeonato Mineiro, o primeiro que vamos disputar, e vamos para a Superliga (primeira divisão nacional), em meio a grandes times que vão disputar, mas vamos tentar fazer bonito - disse Wesley Oliveira, presidente do novo clube.

Durante os treinamentos desta sexta-feira, alguns jogadores de Mano Menezes até se arriscaram em alguns lançamentos e chutes com a bola oval.

- A técnica para o chute é praticamente a mesma para o tiro de meta. A diferença é que a bola oval é um pouco mais murcha do que a do futebol. Tem que ter bastante jeito para pegar a alavanca no chute. Achei que teria mais dificuldades, mas acertei dois chutes - brincou o goleiro Fábio.
















E MAIS: