Cruzeiro empata com o Figueirense e fica mais distante do G4 da Série B

Valinor Contéudo
·3 minuto de leitura


O Cruzeiro perdeu outra chance de subir na tabela da Série B ao empatar por 1 a 1 com o Figueirense, gols de Léo Arthur, para o Figueirense, e Airton, que empatou para a Raposa. O duelo do Mineirão, nesta sexta-feira, pela 22 ª rodada, foi de muito vigor físico e pouca qualidade técnica.

A equipe mineira se manteve na 15ª posição, agora com 25 pontos, enquanto os catarinenses, chegaram aos 20 pontos, mas longe de sair do Z4 ocupando a 18ª posição.

Foi o segundo empate seguido do Cruzeiro em casa (3 a 3 com o Guarani na rodada anterior), o que deixa o time celeste com mais ênfase de brigar para não cair de divisão, do que ter uma ascensão rumo ao grupo de acesso à elite nacional. Apesar de manter a invencibilidade, oito jogos sem perder, os quatro pontos perdidos em jogos dentro de casa, mostram que a realidade azul é bem nebulosa para os 16 jogos que ainda restam na segundona.

Airton presente mais uma vez, mas sumiu no segundo tempo

Artilheiro do time na Série B, com quatro gols, Airton, foi efetivo no primeiro tempo, mas na etapa final foi pouco acionado e ainda não teve aproximação com os companheiros de ataque, para tentar a virada cruzeirense.

Teve de “correr atrás” novamente

O Cruzeiro tem tido uma rotina incômoda nesta Série B: inicia várias partidas com o placar adverso, tendo de buscar o resultado para evitar a derrota. Contra o Figueirense, o fato se repetiu e fica um alerta para a equipe, pois nem sempre haverá forças para conseguir marcar o gol salvador.

Patrick Brey continua frágil na parte defensiva

Com a ausência de Matheus Pereira, lesionado, Brey teve uma sequência de jogos. No ataque, tem boa visão de jogo, mas para sua função primaz, de defender o lado esquerdo da Raposa, segue dando muitos espaços e levando “bolas nas costas”. A entrada de Matheus, no segundo tempo solucionou o problema e mostra que Felipão precisará achar outra opção para o setor, quando o titular não puder jogar.

Muito tempo livre, pouca evolução

Apesar de ter tudo 11 dias livres de trabalho com Felipão, o Cruzeiro estagnou na evolução do time do duelo contra o Guarani para o encontro com o Figueirense. Houve muitas dificuldades de articulação das jogadas de ataque, que fica sem acionar Marcelo Moreno, que insiste em tentar armar jogadas fora da grande área, algo que nunca foi sua melhor qualidade.

Próximos jogos

A Raposa encara a líder Chapecoense na terça-feira, 24 de novembro, às 21h30, na Arena Condá, em Chapecó. Já o Figueira terá pela frente o Sampaio Corrêa, segunda-feira , 23, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 1 FIGUEIRENSE
Data-Horário: 20 de novembro, às 21h30
Estádio-Local: Mineirão, Belo Horizonte(MG)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Jose Carlos Oliveira dos Santos(Ambos do BA)
Cartões amarelos: Jadson(CRU), Matheus Neris(FIG), Thiaguinho(FIG)
Cartões vermelhos:-

Gols: Léo Arthur, aos 11’1º T(0-1), Airton, aos 35’-1º T(1-1)

Cruzeiro: Fábio, Raul Cáceres, Cacá, Manoel e Patrick Brey(Matheus Pereira-intervalo); Ramon(Jadson-intervalo), Jadsom; Régis(Wellinton, aos 30’-2ºT), Airton, Rafael Sóbis(Arthur Caike, aos 8’-2ºT) e Marcelo Moreno(Thiago, aos 33’-2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari


Figueirense: Sidão, Thiaguinho,Guilherme Teixeira, Vitor Mendes, Renan Luís, Matheus Neris(Elyeser, aos 36’-2º T), Patrick(Jhonatan, aos 36’-2ºT), Léo Artur, Bruno Michel(Everton Santos, aos 10’-2ºT), Diego Gonçalves(Gabriel Barbosa, aos 23’-2ºT) e Lucas Barcelos (Marquiinho, aos 23”-2ºT) Técnico: Jorginho