Cruzeiro deve fazer, no máximo, 12 jogos até a estreia no Brasileirão 2023

Além disso, Pezzolano e seus comandados terão uma pré-temporada estendida - (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)


O calendário apertado, que talvez seja a principal reclamação dos clubes brasileiros, não será problema para o Cruzeiro, pelo menos no primeiro semestre de 2023. Além de uma pré-temporada estendida, o time celeste deve jogar apenas o Campeonato Mineiro até a estreia no Brasileirão.

Até porque, uma vez campeão da última Série B, o clube estrelado entra apenas na terceira fase da Copa do Brasil, que deve acontecer depois do primeiro jogo na Série A. Além do mais, o Estadual em Minas Gerais sofreu uma redução de datas, e terá duas partidas a menos.

Se na temporada passada o Cruzeiro, vice-campeão mineiro, jogou 14 vezes pela competição, em 2023, caso chegue à final, serão apenas 12 partidas disputadas (oito na primeira fase, duas na semifinal e duas na final).

Paulo Pezzolano e seus comandado terão, também, um tempo considerável para preparação. Desde a reapresentação, no dia 14 de dezembro, até a estreia na temporada, no dia 21 ou 22 de janeiro, serão cerca de 38 dias - tempo importante para uma equipe que visa reformulação no elenco.