Cruzeiro demite o diretor de futebol Marcelo Djian e foca em Mattos

Valinor Conteúdo
LANCE!
Djian atuava no clube em conjunto com Itair Machado, ex-vice de futebol - (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Djian atuava no clube em conjunto com Itair Machado, ex-vice de futebol - (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)


O Cruzeiro continua as mudanças em seu departamento de futebol. Após o membro do conselho gestor da Raposa, Pedro Lourenço, assumir a vice-presidência de futebol, a diretoria de futebol será modificada. Marcelo Djian, que exercia o cargo, foi desligado do time mineiro.

A informação foi veiculada inicialmente pelo GloboEsporte.com e confirmada pelo L!. Djian será comunicado oficialmente de sua saída nos próximos dias, quando o Cruzeiro também deve anunciar o novo dirigente para o cargo.

A nova estrutura do futebol do Cruzeiro será mais enxuta, contando com o vice de futebol, um diretor e um supervisor.






Atualmente, o futebol cruzeirense possui um diretor, cargo que era de Djian, o supervisor administrativo, Benecy Queiroz, o supervisor de futebol, Pedro Moreira, e o gerente de futebol, Marcone Barbosa. Se a nova estrutura proposta se mantiver, os três podem deixar o clube em 2020.

Marcelo Djian estava no Cruzeiro desde o fim de 2017, aceitando o convite da diretoria chefiada por Wagner Pires de Sá no clube. O ex-jogador atuava diretamente com o ex-vice-presidente de futebol Itair Machado.

Com pouca relevância no departamento de futebol, já que as decisões eram tomadas por Itair. Apenas depois das denúncias de irregularidades na administração do clube que Djian teve mais destaque e presença no dia a dia dos jogadores, sendo um dos principais porta-vozes do clube.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também