Cruzeiro adere ao corte de 25% dos salários do elenco e funcionários

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Cruzeiro oficializou nesta sexta-feira, 1º de maio, a redução salarial de 25% de jogadores, comissão técnica e funcionários. O time celeste já havia sinalizado com a medida em abril, afirmando que iria implementar assim que as férias coletivas acabassem.

A queda de receitas por conta da pandemia do coronavírus gerou o corte na Raposa, que aplicará a medida nos salários mais altos do clube. Outra medida é a suspensão de alguns contratos de trabalho de pessoas do administrativo, conforme previsto por lei.


Em Minas Gerais, foi o Cruzeiro foi o segundo clube a adotar a redução salarial. O Atlético-MG já havia cortado os salários de quem ganha acima de R$ 5 mil, incluindo jogadores e a comissão técnica.

A Raposa espera uma redução de gastos na casa dos R$ 800 mil mensais. A parada forçada do futebol por conta da pandemia do coronavírus afeta as finanças do Cruzeiro e de várias equipes do futebol brasileiro, que ficaram sem receitas dos jogos, patrocínios e até cotas de TV reduzidas.


O corte de 25% nos salários é, também, para evitar que haja atrasos nos pagamentos do elenco e funcionários. Somente o time profissional tem pendências a receber, já que o salário de março ainda não foi depositado e a diretoria busca recursos para quitar o débito. Os demais colaboradores estão com os vencimentos em dia.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também