Cruzeiro ignora acordo sobre Dodô e Sampdoria vai levar caso à Fifa

Yahoo Esportes
Dodô deveria assinar com o Cruzeiro por acordo feito em 2019. Foto: Pedro Vilela/Getty Images
Dodô deveria assinar com o Cruzeiro por acordo feito em 2019. Foto: Pedro Vilela/Getty Images

O Cruzeiro notificou a Sampdoria e o lateral-esquerdo Dodô que não comprará o jogador. O problema é que o acordo assinado pela antiga gestão, de empréstimo de um ano, previa a obrigação de compra e assinatura de quatro anos de contrato caso Dodô fizesse pelo menos três jogos no Campeonato Brasileiro e a equipe fizesse pelo menos 15 pontos.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Com as duas metas facilmente alcançadas e a recusa do Cruzeiro em exercer a compra, tanto o Dodô como o clube italiano vão levar o caso à Fifa. A cobrança sobre a Raposa, no caso de derrota na entidade, seria de 100% dos cinco anos de contrato tanto do jogador quanto da Sampdoria, e não apenas referente ao ano passado.

Leia também:

Para piorar a situação, o Cruzeiro deve ao jogador 50% dos valores de 2019, entre salários atrasados e luvas. As luvas, por sinal, haviam sido parceladas em sete vezes e apenas a primeira foi paga.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também