Cruzeiro 1 x 2 São Paulo: Raposa perde invencibilidade, mas se classifica na Copa do Brasil

Goal.com
Volante da Raposa comemora classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil apesar da derrota para o São Paulo em pleno Mineirão

Hudson critica início do Cruzeiro, mas celebra classificação

Volante da Raposa comemora classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil apesar da derrota para o São Paulo em pleno Mineirão

Um jogo emocionante no Mineirão. Esta é a melhor forma de classificar a vitória do São Paulo sobre o Cruzeiro, por 2 a 1, pela partida de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Construído com gols de Lucas Pratto e Gilberto para o visitante e Thiago Neves para o mandante, o resultado garante a classificação da Raposa para as oitavas de final.

Os paulistas estão eliminados do torneio nacional, mas seguem vivos no Campeonato Paulista. O Cruzeiro, por sua vez, perde a invencibilidade de 22 partidas e aguarda o próximo sorteio da Confederação Brasileira de Futebol para saber quem será o seu adverário na próxima fase do torneio.  

O primeiro tempo poderia ser um verdadeiro baile para o São Paulo. Com Lucas Pratto endiabrado, o visitante criou boas chances. O atacante deixou a área, tabelou e fez lançamentos. Em uma das jogadas, Cristian Cueva perdeu uma chance incrível. Entretanto, o ritmo alucinante do time foi recompensado com um gol. O argentino recebeu cruzamento de Morato e balançou a rede de cabeça. Limitado aos contragolpes, os mineiros pouco criaram na etapa inicial. A melhor chance foi uma finalização de Thiago Neves impedida pelo zagueiro Maicon.

O jogo se manteve na volta do intervalo. Com o Tricolor Paulista todo avançado no campo de ataque, o Cruzeiro se manteve nos contragolpes, liderados sobretudo por Giorgian De Arrascaeta. O meia-atacante infernizou a dupla de zaga formada por Maicon e Rodrigo Caio. Em um dos lances, o uruguaio sofreu falta. Na cobrança, Thiago Neves mandou para o fundo da rede de Renan Ribeiro. Tudo parecia se caminhar para a classificação tranquila da Raposa até o fim. Mas a 12 minutos do apito que encerrou o jogo, Gilbert (em posição irregular) marcou o segundo do São Paulo.

Leia também