Site do Cruzeiro é invadido por hacker; ação, a princípio, não tem relação com torcedores insatisfeitos

·1 minuto de leitura

Os problemas do Cruzeiro, nem de longe, se resumem a apenas dentro das quatro linhas. Agora, além da crise esportiva e institucional, o clube precisa conviver com hackers. Sim, isso mesmo que você leu. Na manhã desta segunda-feira, o site da Raposa foi invadido.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A assinatura do invasor, "D4RKR0N", é a mesma de quem ocupou, por exemplo, a página do Criciúma e de governos municipais e estaduais, como relembra o jornal O Tempo. O hacker aproveitou o momento para mandar um "salve" para seus amigos - Th3-X, Kyioshi, Luiz, Xessuis, BX Hacker, C0nd e H4x0r.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O invasor também deixou um recado logo abaixo: "A segurança na internet é uma ilusão, você não está seguro. Inativo talvez, mas nunca morto". A princípio, nada indica que torcedores do Cruzeiro, como uma fora de protesto pelo momento do time, tenham cometido este crime. Lembrando que em 2020 o endereço j havia passado por situação semelhante. Na ocasião, o hacker anunciou a contratação de Lionel Messi por parte do clube.

Para mais notícias do Cruzeiro, clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos