Cruzeiro é condenado a pagar R$ 1,5 milhão a ex-preparador de goleiros

Valinor Conteúdo
LANCE!


O Cruzeiro foi condenado pela Justiça do Trabalho a pagar R4 1,5 milhão para o ex-preparador de goleiros do time, Robertinho, que foi demitido em janeiro.

A decisão foi expedida pela juíza Fernanda Garcia Bulhões Araújo, da 45ª Vara de Belo Horizonte. O valor poderá sofrer alterações e a Raposa ainda tem como recorrer da decisão judicial.

O Cruzeiro não quis comentar sobre o assunto, mas já está ciente da condenação, pois as intimações ao clube e ao preparador de goleiros foram expedidas no fim da noite de quinta-feira, 30 de abril.




Robertinho acionou a Justiça do Trabalho no dia 27 de fevereiro, pedindo mais de R$ 5 milhões, alegando salários atrasados, FGTS não depositados, férias, além de multa rescisória e pagamentos de bichos e premiações.

O preparador de goleiros, que atualmente está no Alverca, de Portugal, atuou no clube entre 2010 a 2019. Houve duas audiências de conciliação entre as partes, mas sem acordos em ambas, levando a ação movida por Robertinho à frente, até chegar à decisão da juíza, que deverá ser contestada pela Raposa em recurso.



Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também