Cruzeiro é condenado em ação de R$ 300 mil movida pelo meia Marcinho

Marcinho na época de Cruzeiro - Bruno Haddad/Cruzeiro


O Cruzeiro foi condenado, na última quarta-feira, em ação de R$ 300 mil movida pelo meio-campista Marcinho, que atuou pelo clube em 2021. O processo foi movido na Justiça do Trabalho, e cabe recurso.

Marcinho acionou o Cruzeiro na Justiça do Trabalho por atrasos salariais, direitos de imagem, férias, 13º e FGTS. O Cruzeiro foi condenado a pagar o salário integral de novembro de 2021 do atleta, e outros direitos que totalizam R$ 300 mil.

Marcinho atuou durante nove meses pelo Cruzeiro em 2021. Foram 32 jogos e dois gols marcados. O meio-campista perdeu espaço com a chegada de Vanderlei Luxemburgo ao clube celeste.