Cruz Azul desiste da contratação de Paulinho Boia após exames médicos

Alexandre Guariglia
LANCE!
Paulinho Boia retorna ao Brasil após negociação frustrada com o Cruz Azul (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)
Paulinho Boia retorna ao Brasil após negociação frustrada com o Cruz Azul (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


A passagem de Paulinho Boia pelo futebol mexicano durou pouco. Após desembarcar para fechar acordo com o Cruz Azul, o são-paulino foi reprovado nos exames médicos e teve seu empréstimo cancelado. Dessa forma, ele volta ao Brasil em busca de um novo clube para atuar na temporada 2020.

Em um comunicado publicado na tarde desta quarta-feira, o clube mexicano informou que nos exames feitos em Boia foi detectada uma lesão na cartilagem do joelho esquerdo, considerada de grau três a quatro. Por acreditar que se trata de um problema que impedirá o atleta de desenvolver seu melhor futebol, o Cruz Azul decidiu não seguir adiante com a contratação.

Em entrevista coletiva, Jaime Ordiales, diretor de futebol do time mexicano, comentou os motivos que levaram à desistência do reforço.

- Infelizmente foi constatada uma lesão no joelho, que compromete sua performance esportiva. Aqui só contratamos jogadores que estejam 100%. O São Paulo e o Paulinho já foram comunicados e entenderam a situação.

Por parte do atleta e do Tricolor, tal problema não impede que se atue em alto nível, seja no futebol mexicano, no Brasil ou em qualquer parte do mundo. Nos bastidores, acredita-se que outros motivos tenham pesado para o cancelamento do negócio, como exigências por comissões e atravessadores.

Os mexicanos aceitaram pagar 300 mil dólares (R$ 1,2 milhão) pela negociação e o contrato teria uma opção de compra de 1 milhão de dólares (R$ 4,2 milhões). Antes de viajar, o São Paulo ainda acertou a renovação de contrato com Boia. O vínculo dele iria até dezembro de 2020 e o novo irá até dezembro de 2021, justamente pela possibilidade de vendê-lo no fim desta temporada.

Cria de Cotia, o atacante foi promovido por Dorival Júnior em 2017 e chegou a jogar seis vezes pela equipe profissional em 2018. No meio daquela temporada, no entanto, começou a ser emprestado: foi primeiro para o Portimonense (POR), onde ficou por um semestre, e depois para o São Bento, onde atuou em todo o ano passado (fez três gols em 24 jogos). Na volta ao Brasil, ele não permanecerá no Tricolor e procurará outro clube para atuar em 2020.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também