Crivella dá aval para retomada do Carioca e garante sobre Fla x Bangu: 'Bolsonaro vai ao jogo'


A possibilidade de retomada do Campeonato Carioca teve um capítulo decisivo no início da tarde desta terça-feira. Em entrevista coletiva, o prefeito Marcelo Crivella se mostrou favorável à realização das partidas da competição com portões fechados.

O político ressaltou que a segunda parte da flexibilização das medidas restritivas passará a ser feita a partir desta quarta-feira. Aos seus olhos, as agremiações têm todo o direito de definir como será a sequência do Estadual e palpitou.

- A fase permite. Porém, depende amanhã com a Federação porque Botafogo e Fluminense querem ter o direito e têm todo o direito... É o que eu estava explicando, ninguém é obrigado a seguir os passos da Prefeitura. A pessoa decide o que ela decide. Eles não querem jogar. Então, para não ter judicialização e suspender o Campeonato mais uma vez pelo Tribunal de Justiça, que é sempre muito prudente, quando a pessoa pede a liminar eles concedem... - disse.

Nesta quarta-feira, os clubes se reunirão com a Prefeitura para aparar as arestas.

- A ideia é fazer um acordo. Quem quiser jogar, joga. Quem não quiser, casos de Botafogo e Fluminense, tem que ser respeitado e jogar só em julho - declarou.

Crivella ainda adiantou que Flamengo e Bangu, o jogo que tende a se tornar o marco do reinício após a paralisação causada pela pandemia do novo coronavírus, terá um espectador ilustre.


- O presidente Bolsonaro prometeu que vem. Então, não vai ser vazio, o presidente Bolsonaro disse que vai vir ver o jogo - declarou.

O prefeito rechaçou que o fato do jogo acontecer próximo do hospital de campanha do Maracanã possa dar margem para o risco de contaminação de jogadores e demais envolvidos nas partidas no estádio.

- Não tem problema com o hospital de campanha. O jogo são só os jogadores, vão entrar por um portão que não tem ligação com o hospital de campanha. A imprensa é restrita, com todas as normas de segurança. A Vigilância Sanitária vai estar para fiscalizar vestiários, atendimento médico aos jogadores - garantiu.

Nesta terça-feira, um novo Arbitral na Ferj decidirá os novos rumos do Campeonato Carioca.















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também