Criticados na Seleção, Thiago Silva e Fernandinho duelam na final da Champions como protagonistas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Neste sábado, às 16h (de Brasília), Manchester City e Chelsea duelam pela decisão da Champions League da temporada 2020/2021, no Estádio do Dragão, no Porto, em Portugal. Para o time de Pep Guardiola, um título inédito, para os Blues, um bicampeonato com um roteiro semelhante ao da primeira conquista, em 2011/2012.

No entanto, o ineditismo do título da Champions League também motiva dois jogadores que chegam para a decisão com grande destaque em suas equipes: Thiago Silva, xerife do sistema defensivo do Chelsea, e Fernandinho, homem de confiança de Guardiola no Manchester City.

MONSTRO DOS BLUES
Coincidentemente, Thiago Silva e Fernandinho são dois dos jogadores que mais foram criticados pelos torcedores brasileiros e pela imprensa nas últimas duas Copas do Mundo. Críticas justas ou não, os brasileiros buscam seu primeiro título de Liga dos Campeões neste sábado como uma coroação.

>> UEFA define trio de arbitragem da decisão da Champions League

Thiago Silva, atual vice-campeão da Champions pelo Paris Saint-Germain, sendo um dos melhores jogadores da equipe em 2019/2020, chega novamente como grande destaque de um dos finalistas.

Thomas Tuchel e Thiago Silva - Chelsea
Thomas Tuchel e Thiago Silva - Chelsea

Thiago é o xerife da defesa de Tuchel (Foto: NEIL HALL / AFP)

O zagueiro brasileiro tem sido peça importante no 3-5-2 de Thomas Tuchel que levou o Chelsea até a decisão, após sofrer com altos e baixos. Segundo números do SofaScore, Thiago tem 92% de duelos aéreos ganhos nos jogos desta edição da Liga dos Campeões, e média de nota 7 na competição. Além dos números, das estatísticas, o zagueiro tem outro fator importante e que ajudou os Blues a chegar a decisão deste sábado: a liderança dentro de campo e no vestiário.

Apesar de não ser o primeiro capitão da equipe, já que a braçadeira fica com Azpilicueta, jogador com mais tempo de clube, Thiago Silva é o líder da defesa dos Blues, e seu alto nível de atuações na temporada fez com que seus companheiros de defesa, Rudiger e Christensen, também elevassem o patamar do jogo praticado pela equipe. Pilar defensivo, o camisa 6 é o grande nome de um grande sistema defensivo que chega como azarão na decisão, mas que já mostrou que pode parar o super ataque do Manchester City.

O HOMEM DE CONFIANÇA DE GUARDIOLA
​Questionado, criticado e até ofendido em sua própria rede social pela torcida brasileira, Fernandinho é um dos líderes, um dos maiores ídolos da história do Manchester City, e talvez o maior jogador brasileiro da história da Premier League. E não é para menos. No próximo sábado, o brasileiro completará 350 jogos com a camisa dos Citizens, e poderá levantar a tão sonhada primeira taça da Champions League do clube inglês.

Fernandinho é peça-chave do sistema de Pep Guardiola no Manchester City. O brasileiro é alvo de elogios quase que recorrentes do treinador da equipe, é o homem de confiança de Pep dentro de campo e se tornou, após a saída de David Silva na última temporada, o capitão principal da equipe. E a 'oficialização' da braçadeira só fez com que a liderança, já conhecida e demonstrada dentro de campo, rendesse ainda mais devoção da torcida do City e de seu treinador.

- Tudo que vou dizer é que estou mais impressionado do que surpreso com a postura dele como capitão. Está liderando o time de uma maneira excepcional, nos bons e especialmente nos maus momentos. É um exemplo para nós. Quando o time tem um exemplo assim, fica mais forte. Como ele fala com os colegas, com o auxiliar-técnico, antes dos jogos, nos intervalos. Não só de futebol, mas sobre vida, como ele se comporta a cada dia nos treinamentos. Não são só palavras. É o primeiro capaz de fazer isso - disse Guardiola em janeiro deste ano.

Fernandinho e Guardiola - Manchester City
Fernandinho e Guardiola - Manchester City

Fernandinho e Pep: confiança dentro de campo (Foto: PAUL ELLIS/AFP)

No último final de semana, Fernandinho se tornou o primeiro capitão brasileiro a levantar a taça da Premier League, e de quebra, caso conquiste a Champions League no próximo sábado, o volante também entrará para a história como o primeiro capitão brasileiro a conquistar a 'orelhuda'.

Além de Guardiola, Fernandinho também é adorado e reverenciado pelos próprios companheiros. Gundogan, parceiro do brasileiro no meio de campo do City, não mediu palavras para elogiar o volante após mais um título inglês.

- Eu realmente não posso expressar como o Fernandinho é importante para o nosso grupo. Ele é imenso. Talvez não tenha tido tanto tempo de jogo quanto outros nessa temporada, mas ele sabe como colaborar, sabe o espaço dele, o que dizer... Isso que é um líder. Não tem medo de dizer nas horas difíceis a verdade. Ele é grande parte do nosso sucesso nesse ano. Quando jogou, foi incrível - destacou o alemão.

Curiosamente, o jogo do próximo sábado pode ser o 'The Last Dance' de Fernandinho com a camisa do Manchester City, já que seu contrato com o clube termina no fim de junho e as partes ainda não decidiram se renovam o vínculo por mais uma temporada ou não. Contudo, aos 36 anos de idade, o brasileiro terá a chance de fechar com chave de ouro a sua história multicampeã pelo clube inglês com o título tão sonhado desde o início do projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos