Cristiano Ronaldo terá redução salarial de 25% caso United não classifique para a próxima Champions, diz jornal

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A boa fase de Cristiano Ronaldo com as redes não tem representado os resultados obtidos pelo Manchester United. Embora o português tenha 14 gols e três assistências em 22 jogos desde o seu retorno à Inglaterra, o United amarga a sétima colocação na Premier League, dois pontos atrás do West Ham, primeiro time dentro da zona de classificação para a próxima Champions League. Dessa forma, caso não consiga a vaga para a competição europeia, isso significará para CR7 um perda também financeira.

Atualmente, o gajo recebe cerca de 385 mil libras por semana no clube inglês. No entanto, caso o United não se classifique para a próxima Champions, Ronaldo terá uma redução de aproximadamente 25% do seu salário. Que cairia para cerca de 288 mil libras semanais, segundo o The Athletic. — esse seria o menor salário de CR7 em anos.

Por outro lado, o Manchester pode conseguir a vaga pela própria Champions. Ainda vivo na competição, os Red Devils enfrentarão o Atlético de Madrid pelas oitavas de final da competição. Se conquistarem o título, que, no cenário atual, parece improvável, confirmarão a vaga na próxima temporada.

Até o momento, Ronaldo tem o maior salário do clube inglês. Atrás dele, vem o goleiro David de Gea, com vencimentos de 375 mil libras por semana. Mesmo assim, o português aceitou uma redução salarial considerável para retornar ao país. Na Juventus, o gajo recebia 500 mil libras semanais. O United pagou 20 milhões de libras pela transferência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos