Cristiano Ronaldo tem no Catar última chance de título mundial por Portugal

Marcado por uma ambição insaciável, Cristiano Ronaldo, que coleciona títulos e recordes há quase duas décadas, pode estar diante da última oportunidade de se sagrar campeão do mundo por Portugal.

Depois da boa campanha com a seleção no Mundial de 2006 na Alemanha (semifinais), o astro de 37 anos só viveu desilusões no torneio, sendo incapaz de passar das oitavas de final em 2010 quanto em 2018, inclusive caindo ainda na fase de grupos na edição de 2014.

Apesar disso, o ganhador de cinco Bolas de Ouro foi campeão da Eurocopa de 2016 e a Liga das Nações em 2019 com a camisa de Portugal, os únicos títulos oficiais da história da seleção.

Com uma idade em que a maioria dos jogadores de futebol costuma estar aposentada, o português segue cuidando de sua condição física e somando recordes, ratificando o seu papel na equipe de Fernando Santos.

"Jogando ou não, Cristiano é Cristiano. É uma honra tê-lo em nossa seleção. Mesmo aos 37 anos, podemos sempre contar com ele", disse João Félix, atacante do Atlético de Madrid.

Para se transformar no 'CR7' que o mundo conhece atualmente, o jogador manteve ambição "anormal", segundo seu ex-treinador no Real Madrid, Zinedine Zidane.

Ser o número um sempre foi seu objetivo, o que lhe rendeu muitas críticas por ser muito individualista em um esporte coletivo.

- Recorde mundial de gols -

Cinco vezes vencedor da Liga dos Campeões, uma com o Manchester United e quatro com o Real Madrid, Cristiano esteve no topo do futebol mundial recente ao lado de seu eterno rival, Lionel Messi.

Mas suas últimas temporadas têm mostrado um declínio, tanto na Juventus quanto no Manchester United, onde não tem vaga no time titular e vem frequentando o banco de reservas.

Exímio driblador no início de carreira, o craque se tornou um centroavante com grande poder de definição e passou a ser o maior artilheiro da história da Liga dos Campeões com 140 gols, contra 129 de Messi.

Com mais de 800 gols em jogos oficiais (117 com Portugal, recorde da seleção), 'CR7' também superou Pelé (767) e o antigo recorde mundial (805), do tcheco Josef Bican.

No Catar, ele terá a oportunidade de se tornar o primeiro jogador a marcar em cinco edições de Copa, mas o jogador pensa mais à frente.

"Quero seguir com a seleção no Mundial e também na Euro (de 2024)", declarou em setembro.

- Trabalho e disciplina -

Amplamente admirado, mas também muito criticado, Cristiano construiu sua carreira com base na disciplina e na ausência de medo de mostrar seu ego excessivo.

"Como sou rico, bonito e um grande jogador, as pessoas têm inveja de mim", disse em 2011, em uma de suas citações mais memoráveis.

Com o cabelo sempre penteado para trás e uma renda anual de mais de 100 milhões de euros, o atacante sempre exibiu seu estilo de vida luxuoso nas redes sociais.

Nos últimos anos, sua vida em família com a espanhola Georgina Rodríguez e seus cinco filhos tem ganhado um papel de destaque nas publicações em suas contas pessoais, sobretudo no Instagram, onde reúne quase 500 milhões de seguidores, marca que o tornou a pessoa mais seguida na plataforma.

bcr/tsc/jed/pm/yr/cb