Cristiano Ronaldo perde pênalti, Marcelo decide e Real bate Valencia

O Real Madrid conquistou uma importante vitória por 2 a 1 sobre o Valencia, neste sábado, no Santiago Bernabéu, em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Espanhol. Diante de um adversário que costuma dar trabalho, o time merengue contou com gols de Cristiano Ronaldo e Marcelo, nos instantes finais, para sair de campo com o triunfo. Dani Parejo descontou para o Valencia.

O craque português ainda perdeu um pênalti no início do segundo tempo, defendido pelo goleiro brasileiro Diego Alves, que poderia ter dado tranquilidade ao Real Madrid na partida. Especialista em pegar penalidades máximas, Diego Alves chegou a 22 defesas em 48 cobranças de pênalti no Campeonato Espanhol. O arqueiro parou CR7 na marca da cal pela terceira vez.

Com o resultado, o Real Madrid reassumiu provisoriamente a liderança do Espanhol, com 81 pontos, e colocou pressão no Barcelona, que ainda joga na rodada. O Valencia, por sua vez, chegou ao quarto jogo sem vitória, estacionou nos 40 pontos e pode perde a 12ª posição para Betis ou Málaga.

Real Madrid e Valencia voltam a campo pelo Campeonato Espanhol no próximo final de semana. No sábado, os merengues visitam o rebaixado Granada, no Nuevo Los Cármenes, às 15h45 (de Brasília). No domingo, os valencianos recebem o também rebaixado Osasuna, no Mestalla, às 11h15 (de Brasília).

O jogo – Mesmo jogando no Santiago Bernabéu o Valencia começou a partida tomando a iniciativa e por pouco não abriu o placar logo no primeiro minuto. Diego Alves lançou para o ataque, Sergio Ramos cabeceou para trás e a bola sobrou para Santi Mina, que ficou cara a cara com Navas. O atacante finalizou de carrinho, mas o goleiro defendeu. Mina ficou com o rebote e tentou novamente, porém, sem ângulo, acertou o pé da trave.

Depois do susto inicial, o Real Madrid cresceu e passou a tomar conta do jogo. Na marca de dez minutos, Benzema e Cristiano Ronaldo trocaram passes na entrada da área, mas a zaga do Valencia fez o corte. Na sequência, em outra dobradinha da dupla CR7 e Benzema, o português cruzou da direita e o francês cabeceou nas mãos de Diego Alves.

Apostando nos contra-ataques, o Valencia voltou a assustar aos 16 minutos. Orellana recebeu de Nani na área e arriscou a chute. A bola passou perigosamente perto do gol de Navas. A resposta merengue foi imediata. James Rodríguez tocou na meia-lua para Benzema, que fez o giro e bateu rasteiro, mas Diego Alves defendeu sem problemas.

A pressão do Real Madrid deu resultado na marca de 26 minutos. Carvajal avançou pela direita, encontrou o espaço e cruzou para a área. Cristiano Ronaldo, sempre ele, antecipou Garay e cabeceou com categoria no canto direito de Diego Alves, que nada pôde fazer para evitar o gol. O Valencia tentou o empate ainda no primeiro tempo e esteve próximo de marcar aos 43 minutos, com Munir, mas a finalização do atacante foi para fora.

O time merengue manteve a postura ofensiva na etapa complementar e seguiu controlando as ações em busca do segundo gol. Aos oito minutos, Benzema recebeu de Marcelo pela esquerda, passou fácil pelo zagueiro, invadiu a área e bateu cruzado. A bola explodiu na trave. Na sequência da jogada, Modric foi puxado na área por Dani Parejo e o árbitro marcou pênalti. Cristiano Ronaldo foi para a cobrança, mas parou em Diego Alves.

Mesmo sendo dominado em campo, o Valencia não se entregava e seguia buscando o empate. Aos 24, Rodrigo Moreno foi lançado no ataque, ganhou de Nacho na corrida e finalizou de cabeça. A bola passou perto. O Real Madrid respondeu com perigo e, dez minutos depois, quase ampliou. Cristiano Ronaldo apareceu na segunda trave para completar cruzamento da esquerda e escorou de peito para fora.

Valente, o Valencia chegou ao empate aos 36 minutos da etapa final. Dani Parejo cobrou falta da intermediária com muita categoria e acertou o ângulo direito de Navas para deixar tudo igual. Ciente de que o empate não seria um bom resultado, o Real Madrid foi para cima nos instantes finais e conseguiu retomar a dianteira. Morata inverteu o jogo para na esquerda para Marcelo, que dominou, cortou para o meio e bateu firme de pé direito para decretar a vitória merengue.