Cristiano Ronaldo nega acerto com Al-Nassr

Cristiano Ronaldo em ação contra Suíça. Foto: Fareed Kotb/Anadolu Agency via Getty Images
Cristiano Ronaldo em ação contra Suíça. Foto: Fareed Kotb/Anadolu Agency via Getty Images

Bastou a saída de Cristiano Ronaldo do Manchester United para iniciar os rumores do futuro do astro do futebol mundial. O que surgiu recentemente foi interesse do Al-Nassr, da Arábia Saudita, pela sua contratação. CR7 interagiu com a imprensa após a vitória de 6 a 1 de Portugal em cima da Suíça pelas oitavas de final da Copa do Mundo e negou acerto com esse time saudita.

"Não, não é verdade”, disse brevemente Cristiano. Especula-se que o Al-Nassr aposta no crescimento do futebol árabe para atrair Ronaldo com uma oferta milionária. O jogador português ainda mandou mensagem de força para Pelé, que está em tratamento de saúde. “Melhorar, espero que o Pelé melhore. Nosso Rei tem que melhorar. É tudo o que queremos”, falou.

Leia também:

O jornalista italiano Fabrizio Romano é especialista no mercado de transferências e afirmou que a proposta do clube da Arábia Saudita foi oficialmente enviada a Cristiano Ronaldo. Adiantou ao mesmo tempo que não deu até o momento nenhuma resposta para equipe. Assim, o seu futuro segue em aberto depois do seu segundo adeus ao Old Trafford.

O veículo espanhol "Marca" noticiou que CR7 vai assinar contrato de dois anos e meio com o Al Nassr, ou seja, até o mês junho de 2025. As cifras astronômicas influenciaram nesse vínculo, por exemplo: a receita do jogador corre risco de atingir 200 milhões de euros (R$ 1,09 bilhão) por ano, composta por salário e receitas publicitárias.

O "Marca" ainda reforçou que o Cristiano aceita atuar em um mercado emergente depois do esgotamento das chances de seguir na elite do futebol europeu. Escolha que compensaria as suas últimas temporadas no futebol com vantagens econômicas, nos quais nenhum time igualaria essa oferta dos árabes, inclusive a MLS (Major League Soccer), liga dos Estados Unidos.