Cristiano Ronaldo marca, Portugal 'dorme' e leva virada da Suécia

A Suécia aproveitou-se da sonolência de Portugal no segundo tempo e conseguiu a improvável virada por 3 a 2, com gol nos acréscimos, após os lusos abriram dois de vantagem no amistoso. Cristiano Ronaldo e Granqvist (contra) marcaram para os anfitriões, com Claesson, duas vezes, e Cancelo, também contra o próprio patrimônio, anotando para os escandinavos.

Antes de a bola rolar, a taça da Eurocopa 2016 foi exibida no gramado. O capitão e astro Cristiano Ronaldo ergueu o troféu, para loucura dos torcedores presentes no Estádio dos Barreiros. É a maior conquista da seleção portuguesa em toda a sua história.

Portugal x Suécia

CR7 fez mais um por Portugal (Foto: Francisco Leong / AFP)

O jogo começou equilibrado, com as duas seleções se estudando. Cristiano Ronaldo jogava aberto pela esquerda, como de costume, e muitas vezes era visto com certa liberdade. E com o craque, qualquer espaço pode ser fatal.

E foi o que aconteceu aos 17 minutos. Após cruzamento de Gelson Martins pela direita, Cristiano Ronaldo apareceu por trás da defesa para abrir o placar. Sem nada a perder, os suecos partiram para o ataque em busca do empate. E quase chegaram lá em duas ocasiões, com Larsson e Nyman.

Mas Cristiano Ronaldo queria jogo. Ele quase fez o segundo, mas Johnsson fez linda defesa impedindo o segundo do gajo. Mas o goleiro não conseguiu evitar o gol contra de Granqvist, que desviou contra sua própria meta cruzamento de Gelson Martins.

O técnico Fernando Santos fez quatro alterações no intervalo, e Portugal pareceu ter entrado em campo com sono. E viu a Suécia diminuir com Claesson. No minuto seguinte, Cristiano Ronaldo deu lugar a Quaresma. Em seu famoso lance, o atacante do Besiktas mandou de trivela e Éder, herói da Eurocopa, quase fez o terceiro.

A Suécia estava melhor na etapa final e aproveitou a desanimação portuguesa. Em cobrança de escanteio, Claesson, novamente, deixou tudo igual. Após a igualdade, a seleção anfitriã foi para o ataque em busca da vitória. Mas acabou sendo castigada aos 48 minutos do segundo tempo, em gol contra de João Cancelo.




E MAIS: