'Cristiano Ronaldo foi um dos jogadores que não fizeram Alex Ferguson perder a cabeça' diz Giggs


Em entrevista ao 'beIN Sports', Ryan Giggs, lenda do Manchester United recordou que Cristiano Ronaldo foi um dos quatro jogadores que não fizeram Sir Alex Ferguson perder a cabeça no comando dos Red Devills. Além do craque português, Eric Cantona, Bryan Robson, Roy Keane sempre cumpriam o que lhes era pedido em campo.

- Só houve quatro jogadores com quem ele não ‘perdeu a cabeça’. Eric Cantona, Bryan Robson, Roy Keane e Cristiano Ronaldo. Eles cumpriam o que lhes era pedido em campo, portanto o Sir Alex nunca sentiu necessidade de o fazer. Mesmo nos jogos em que o Cantona não fazia nada. Não marcava, não corria como um Tévez ou um Rooney, não tinha qualquer influência no jogo. Mas o Alex sabia que mais tarde ou mais cedo ia fazer algo genial. Sabia como lidar com as estrelas muito bem e de forma diferente. Era um mestre da psicologia e em tirar o melhor de nós - afirmou o galês, que em seguida completou.

- Desentendi-me com ele bastantes vezes. Bastantes… Diria umas seis ou sete em que fiquei sem algumas semanas de ordenado porque argumentava contra ele e respondia. Nem sempre é fácil estar no balneário depois de um jogo e ouvir que jogaste mal. E eu não conseguia ‘engolir’. Mais tarde, disse-me que isto demonstrava que eu me preocupava, que até apreciava isso desde que eu não passasse a linha, mas que continuava a multar-me para mostrar quem mandava - finalizou.

Cristiano Ronaldo jogou no Manchester United de 2003 a 2009 antes de se transferir para o Real Madrid. Foram 292 jogos e 118 com a camisa dos Reds Devils sob o comando de Sir Alex Ferguson, no Old Trafford. Juntos, foram tricampeões do Campeonato Inglês, venceram a Champions League da temporada 2007/2008 e o Mundial.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também