Cristiano Ronaldo diz que se sente traído no Manchester United: 'Não me queriam aqui'

Cristiano Ronaldo expõe insatisfação no Manchester United (OLI SCARFF / AFP)


A temporada de Cristiano Ronaldo no Manchester United está sendo marcada pelos constantes atritos do português com o Manchester United e o técnico Erik Ten Hag. E parece que a briga ganhou um novo capítulo neste domingo.


O astro desabafou sobre a situação em entrevista ao jornalista Piers Morgan e se disse traído pelo técnico e por pessoas de dentro do clube. O jogador afirmou ser positivo, quando foi perguntado se o Manchester United estaria tentando forçar sua saída.

+ Saiba quem foi o melhor jogador de cada edição de Copa do Mundo

- Não só o técnico, mas outros dois ou três caras no clube. Eu me senti traído. Sinto que algumas pessoas não me queriam aqui.

Cristiano também disparou sobre o técnico Erik Ten Hag. Desde o início da temporada, o português não teve uma boa relação com o comandante e ainda disse que não há respeito nenhum entre os dois.

- Não tenho respeito por ele porque ele não demonstra respeito por mim. Nunca vou ter respeito.

Outro treinador sobre quem Cristiano Ronaldo falou foi sobre o alemão Ralf Rangnick, que foi o técnico interino do United na temporada passada e também o criticou.

- Se você nem técnico é, como vai treinar o Manchester United? Eu nunca tinha ouvido falar dele - disse Ronaldo sobre Rangnick.

+ Rumo à Copa do Mundo! Veja imagens do embarque da Seleção Brasileira para Turim

Ronaldo também criticou a situação do Manchester United desde o fim da era Ferguson. Para ele, o clube não apresentou nada de novo desde que saiu e explicou o real motivo de ter escolhido jogar nos Red Devils.

- Desde que o Alex Ferguson saiu, nada mudou por aqui. Quando decidi vir jogar aqui, eu segui apenas o meu coração.

Por fim, Ronaldo também disse que não seria problema o Manchester United ter que colocá-lo na barca, caso tenha que se reformular.

- Como disse Picasso, é preciso destruí-lo para reconstruí-lo... e se começarem por mim, para mim, não há problema. Um clube deste tamanho deveria estar no topo, mas não é o caso, não há desculpas.

Cristiano Ronaldo teve uma temporada bastante conturbada no Manchester United. Ele teve um começo turbulento e chegou a ficar no banco por não ter participado da pré-temporada e chegou a ser barrado após abandonar o jogo contra o Tottenham e se recusou a entrar no segundo tempo. Ele marcou três gols e deu duas assistências em 18 jogos.

Ele foi convocado para a seleção portuguesa na Copa do Mundo. O técnico Fernando Santos acredita que o jogador está com vontade de demonstrar sua capacidade e confia no atacante.