Cristiano Ronaldo é excluído do grupo de Whatsapp dos jogadores do Manchester United, segundo jornal

CR7 se prepara para estrear na Copa do Mundo do Catar nesta quinta-feira (24) (OLI SCARFF / AFP)


A polêmica entrevista de Cristiano Ronaldo ao jornalista britânico Piers Morgan no último domingo ainda rende consequências. Segundo o jornal espanhol "Sport", o astro português foi removido do grupo de Whatsapp dos jogadores do Manchester United.

Ainda de acordo com a publicação, os administradores do grupo de comunicação, Harry Maguire e Scott McTominay, excluíram Cristiano Ronaldo, deixando-o ainda mais isolado internamente no clube.

+ Cristiano Ronaldo diz que se sente traído no Manchester United: 'Não me queriam aqui'

A remoção de CR7 do grupo aumentou ainda mais os rumores de uma possível saída do português já em janeiro, logo após a Copa do Mundo no Qatar.

Na entrevista que causou toda a controvérsia, Cristiano Ronaldo revelou ter "se sentido traído" pelo clube, pela comissão técnica e pelos dirigentes. CR7 também fez duras críticas ao treinador Erik ten Hag, a quem revelou "não ter respeito".

+ Técnico do Manchester United sugere a saída de Cristiano Ronaldo do clube

O comandante do Manchester United reprovou a conduta do astro português, alegando que Cristiano foi longe demais na entrevista. Ten Hag teria sugerido aos dirigentes do clube que CR7 não jogue mais pelos Diabos Vermelhos.