Cris 'Cyborg' deixa título do Invicta vago e desafia Germaine

Cris Cyborg

É oficial! Agora Cris ‘Cyborg’ não é mais campeã peso-pena (66 kg) do Invicta FC e vai em busca do título da mesma categoria no UFC. Nessa sexta-feira (24) a brasileira oficializou a decisão através de um vídeo publicado no YouTube. De acordo com a curitibana, esse movimento foi necessário para que ela pudesse dar prosseguimento em sua carreira no Ultimate.

“Eu estou fazendo esse vídeo para anunciar que estou deixando vago meu cinturão dos penas do Invicta”, anunciou Cyborg no vídeo em inglês.

Cris agradeceu o período que passou no Invicta, mas deixou claro que agora o seu foco está completamente voltado para o UFC, que é parceiro do torneio destinado apenas a mulheres. Com isso, a brasileira não poderá atuar contra Megan Anderson, atual campeã interina do seu antigo torneio.

“Depois do sucesso dessas minhas duas lutas, o UFC abriu a divisão dos penas e, por causa disso, eu não estarei apta a enfrentar Megan Anderson. Estou saudável e forte e quero mostrar para os meus fãs porque eu continuo 10 anos invicta nos penas”, afirmou.

Aos 31 anos, Cris Cyborg já fez duas lutas pelo maior torneio de MMA do mundo – ambas em peso casado até 63,5 kg. A brasileira venceu por nocaute Leslie Smith em maio e Lina Lansberg em setembro do ano passado. Os dois confrontos foram realizados no Brasil e agora a ex-campeã do Invicta quer voltar a atuar nos Estados Unidos. Por isso, ela até já colocou uma data para desafiar Germaine de Randamie, atual campeã dos penas do Ultimate.

“Depois das minhas duas lutas no Brasil, gostaria de lutar nos Estados Unidos, para os meus fãs daqui que não podem ir ao Brasil para assistir minhas lutas. Em 29 de julho, o UFC estará no sul da Califórnia e eu gostaria de lutar em Anaheim. Germaine, espero que você esteja saudável para aceitar meu desafio”.