Criciúma suspende torcida organizada por cânticos sobre acidente da Chapecoense

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Criciúma emitiu uma nota oficial nesta terça-feira (25) comunicando a suspensão da torcida "Barra Os Tigres" pela atitude de parte dos torcedores na partida contra a Chapecoense. Durante o duelo, um grupo cantou "ão, ão, ão, abastece o avião", em referência ao acidente que matou 71 pessoas em Medellín, na Colômbia.

A suspensão da torcida é por prazo indeterminado. A diretoria da agremiação catarinense ainda pede, em seu comunicado oficial, que algum representante da organizada responsável pelo cântico se apresente e relate o nome das pessoas que emitiram o grito.

A música fazia referência clara ao desastre aéreo com a delegação da Chapecoense na madrugada de 29 de novembro. Na ocasião, o time viajava para a Colômbia para a disputa das finais da Copa Sul-Americana 2016 contra o Atlético Nacional. No entanto, o avião do time sofreu uma pane seca e caiu nos arredores de Medellín (Colômbia), matando 71 pessoas.

Na ocasião, o Criciúma venceu a Chapecoense por 1 a 0, graças ao gol de Adalgiso Pitbull aos 36 minutos do primeiro tempo.

Confira a nota na íntegra:

"Viemos através desta, comunicar a suspensão prévia da torcida organizada 'Barra Os Tigres', por prazo indeterminado, até que a mesma apresente a diretoria do clube os nomes das pessoas envolvidas no episódio envolvendo cânticos direcionados a Chapecoense, bem como a atitude da torcida em relação aos seus integrantes envolvidos, TUDO sem prejuízo da continuidade da apuração dos fatos de forma autônoma pela diretoria/conselho deliberativo, de acordo com o Art.44, incisos II e III do Estatuto Social do Clube."