Mais criativo, Corinthians quer parar de “perdoar” os rivais

Na busca por manter sua elogiada defesa e fazer mais gols, o Corinthians apresentou um futebol mais criativo nas últimas partidas, principalmente desde o embate contra a Universidad de Chile, no estádio de Itaquera, há dez dias. Contente pela melhora, os alvinegros agora querem parar de perder gols como os desperdiçados frente ao Internacional, no Beira-Rio.

“Não tem que perdoar mais, no mata-mata tem que fazer gol. E tem que ganhar”, afirmou o atacante paraguaio Ángel Romero, autor do tento dos paulistas no empate por 1 a 1, mas que se colocou entre os passíveis de serem cobrados ao fazer sua crítica.

“A gente está criando muito, está pecando na finalização, tive uma chance no começo do jogo, teve a chance do Maycon também Tem que caprichar mais para fazer o gol”, recordou o atleta, sem nem citar ainda o gol perdido por Giovanni Augusto, no segundo tempo, quando o meia saiu cara a cara com o goleiro Marcelo Lomba e parou em defesa do arqueiro.

Além das oportunidades claras contra o Colorado, o Timão já fez reuniões para tratar dos lances que evitaram vitórias mais elásticas contra La U, em contra-ataques puxados por Jô e Clayton, e perante o Botafogo-SP, quando o mesmo Jô e Rodriguinho, ambos cara a cara com o goleiro, não conseguiram abrir o placar antes dos primeiros 10 minutos.

“Isso você ganha com trabalho, a gente está crescendo muito, desde o começo do ano a gente vem crescendo”, avaliou Romero, que quer a equipe bastante precisa quando tiver suas ocasiões para concluir a gol no Majestoso do próximo domingo, às 19h (de Brasília), no estádio do Morumbi, válido pela ida da semifinal do Campeonato Paulista.

“Acho que fazer gol é importante, vamos fazer de tudo para fazer gol e ganhar esse jogo. Clássico todo mundo sabe que não tem condicionamento, de não tem quem está bem ou mal. Tem que descansar e recuperar bem para domingo porque é uma final”, explicou o avante.

De olho no mata-mata estadual, o Corinthians treina na manhã desta sexta-feira já vislumbrando o embate. Com relação ao time que empatou no Rio Grande do Sul, os retornos certos são os do meia Jadson e do atacante Jô, nos lugares de Marquinhos Gabriel e Clayton, respectivamente.