CREA-RJ fiscaliza Arena da Ilha e aprova trabalho feito pelo Flamengo

Visita foi feita no estádio nesta sexta-feira e clube ganhou elogios pela maneira que vem fazendo as obras e pelos profissionais que escolheu para ajudarem no planejamento

O CREA-RJ visitou a Arena da Ilha nesta sexta-feira, após divulgarem fotos do buraco ao lado das arquibancadas nesta semana. Por lá, Jorge Mattos coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Civil e principal representante do CREA falou sobre a visita e aprovou o trabalho que está sendo feito pelo clube no estádio.

- Viemos aqui em uma ação de fiscalização do CREA-RJ em função de notícias divulgadas na imprensa de que havia um problema estrutural na fixação da arquibancada. O que verificamos aqui é que, em termos de engenharia, está tudo correto. Todas as ARTs (Anotação de Responsabilidade Técnica de Obras e Serviços) emitidas, profissionais responsáveis por todos os serviços e serviços preventivos executados da melhor maneira possível dentro da construção civil. Então não há nenhum problema, nada que demonstre um dano possível à arquibancada em função de todos os procedimentos preventivos que estão sendo tomados pelo Flamengo. Saio daqui muito bem impressionado, não só pelo cuidado com a execução, como também pela qualidade dos profissionais que nos foram elencados através das ARTs.

Ainda sobre a obra, o consultor técnico de engenharia do clube falou sobre o setor Leste do estádio, local onde está localizado o buraco para solucionar o problema do canal.

- O intuito da obra é justamente aumentar a segurança do torcedor. Originalmente, havia uma galeria de águas pluviais que passava abaixo da arquibancada e isso não é muito recomendado. O que estamos fazendo é um desvio dessa canalização, que agora está passando por fora da arquibancada. Em seguida, a galeria sob as arquibancadas será preenchida com concreto, comentou Casagrande, finalizando dizendo que a mudança tornará o local mais resistente que o próprio solo.

Nesta semana, o Vice-presidente de patrimônio do Flamengo, Alexandre Wrobel, afirmou ao LANCE! que prazo de entrega é no máximo de 15 dias.







E MAIS: