CRB vence Náutico por 2 a 1 na Série B e mantém vivo sonho do G-4

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Na estreia de Ramon Menezes no estádio Rei Pelé, em Maceió, o CRB venceu o Náutico por 2 a 1 pela 22ª rodada do Brasileirão Série B. Com o resultado, o Galo segue olhando para cima com esperança de chegar no G-4, enquanto o Timbu segue com perigo de queda para a série C.

O CRB agora chega a 32 pontos na oitava colocação e mantém o sonho do G-4, já que está a cinco pontos do Juventude, primeiro time dos quatro melhores. Enquanto isso, o Náutico preocupa seus torcedores ao ter apenas uma vitória em 13 partidas e manter seus 20 pontos, onde permanece na 17ª colocação.

PRIMEIRO TEMPO FRACO E MUITO PEGADO

Primeiro tempo começou com muita velocidade das equipes, mas pouca objetividade nos setores ofensivos. Os goleiros Victor Souza e Jefferson tiveram raros trabalhos nos 15 primeiros minutos, a não ser para pegarem bolas simples. O CRB, jogando em seus domínios, teve mais posse de bola e era quem mais tentava criar jogadas de transição da zaga para o ataque. O Náutico errava muita saídas quando queria fazer o mesmo.

Mesmo com toda dificuldade, foi em um chute de fora da área que o Náutico criou a primeira chance de gol. Jean Carlos arrematou forte, Victor espalmou para o lado. Na metade do segundo tempo, já havia sido feito 10 chutes somados de ambos os times, mas a pontaria estava em falta.

O primeiro tempo foi de muitas tentativas de jogadas individuais e um jogo muito faltoso. O CRB teve pelo menos três oportunidades de cobranças próximo da área, mas não aproveitou. Após chutar aos 15 minutos, o Náutico só voltou a assustar aos 44 minutos com Rhaldney, mas a bola passou por cima do gol.

O CRB conseguiu abrir o placar no fim do primeiro tempo. Após cruzamento de Luidy, Reginaldo ajeitou para o meio e Pablo Dyego teve apenas o trabalho de jogar para o fundo das redes aos 46 minutos.

SEGUNDO TEMPO COM DOIS GOLS

A primeira chance de perigo no segundo tempo foi do Náutico. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Camutanga cabeceou e Victor Souza salvou com a ponta dos dedos. Mas se o Timbu não aproveitou a chance que teve, Luidy fez do outro lado. O atacante recebeu pela esquerda, tirou a marcação e com um lindo chute ampliou o marcador.

Querendo reagir para respirar na parte debaixo da tabela, o Náutico mexeu quatro vezes de uma só vez praticamente. Ruy entrou no lugar do volante Bustamente; o lateral-direito Bryan saiu para o lugar de Hereda; Rhaldney deixou o campo para Jhonnatan entrar e saiu Dadá para dar lugar a Álvaro. Pouco tempo antes, Jorge Henrique já havia entrado.

Mas as modificações não teve efeito imediato. O CRB continuava sua saga de tentar aumentar o placar e por pouco não conseguiu a meta após um chute de Moacir, onde Jefferson fez uma defesaça. Na sequência, o lateral Reginaldo perdeu grande chance ao invadir a pequena área e tentar o toque em vez do chute. Ele foi bloqueado por Camutanga.

Apenas depois dos 40 minutos foi que Álvaro deu esperanças ao Náutico ao marcar um golaço de letra. O cruzamento foi de Hereda, dois atletas que saíram do banco. A reação, porém, parou ai e o Timbu acumulou sua décima derrota na Série B.