CR7 volta ao centro de treinamento da Juve após dois meses

AFP
Cristiano Ronaldo chega ao centro de treinamento da Juventus, nos arredores de Turim, 19 de maio de 2020
Cristiano Ronaldo chega ao centro de treinamento da Juventus, nos arredores de Turim, 19 de maio de 2020

O astro português Cristiano Ronaldo compareceu nesta terça-feira (19) ao centro de treinamento da Juventus, em Turim, após uma ausência de quase dois meses devido à pandemia do coronavírus.

O jogador de 35 anos compareceu ao CT do clube italiano para ser submetido a uma bateria de testes médicos e físicos, antes de se unir aos companheiros para treinar, de acordo com a imprensa italiana.

Os jogadores da Juventus retornaram aos treinamentos individualizados em 4 de maio, dia em que Cristiano voltou a Turim após passar quase dois meses confinado na Ilha da Madeira, em Portugal.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Cristiano passou as últimas duas semanas confinado em sua mansão em Turim.

O português defendeu pela última vez a Juventus na vitória por 2 a 0 sobre a Inter de Milão, pelo Campeonato Italiano em 8 de março, antes da temporada ser suspensa devido à pandemia do coronavírus, que causou a morte de cerca de 32.000 pessoas na Itália.

A Juventus lidera o Campeonato Italiano e busca um nono título consecutivo.

Cristiano Ronaldo é o primeiro jogador estrangeiro da Juventus que deixou a Itália durante o confinamento a voltar aos treinos.

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) anunciou na segunda-feira (18) que todas as suas competições, incluindo a Serie A (1ª divisão), permanecerão suspensas até 14 de junho.

Pressionada pela Serie A para permitir a volta da competição em meados de junho, A FIGC afirmou que continuará seguindo as recomendações das autoridades italianas.

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, declarou no sábado (16) que precisa de "mais garantias" antes de dar o aval ao retorno do futebol profissional.

Uma reunião nos próximos dias está prevista entre Conte e os dirigentes do futebol italiano.

O comitê técnico e científico do governo italiano decidirá nos próximos dias se aceita os novos protocolos sanitários propostos para o retorno dos treinos coletivos e da competição.

Leia também