Crítica Servant | Temporada 3 tem estreia morna e confusa no Apple TV+

·2 min de leitura

Quando o Apple TV+ estreou, a plataforma de streaming chegou com a série Servant em seu catálogo. A premissa da trama é ser um thriller psicológico com uma história sobrenatural e cheia de mistérios. Agora, na terceira temporada, é hora de termos mais respostas sobre o que está acontecendo, mas será que teremos?

Enquanto a primeira temporada foi uma grande incógnita para a história da família Turner, de Leanne (Nell Tiger Free) e do bebê Jericho, a segunda abraçou o esquisito e começou a nos dar pistas sobre toda essa grande loucura. Sendo assim, a expectativa é que esta terceira temporada traga respostas mais claras e que levem ao fechamento, que deve acontecer logo.

Atenção: esta matéria contém spoilers de Servant!

Desperdício

O primeiro episódio da nova temporada, no entanto, parece ter sido um desperdício de tempo. Ainda é muito cedo para dizer qual é o tamanho da relevância do episódio para o restante da temporada, mas a primeira impressão é de que ele não precisava ter ocupado todos os minutos disponíveis.

Agora, parece que veremos Jericho com mais frequência, com o bebê ganhando bastante evidência neste momento inicial, deixando o assustador boneco de lado. Todo o episódio é focado em Sean (Toby Kebbell) e Julian (Rupert Grint) aceitando a insanidade de Dorothy (Lauren Ambrose) e Leanne, tentando viver dentro da mais possível normalidade que pode existir nesse universo.

Questões religiosas e falta de respostas

A temporada 3 começa três meses depois dos acontecimentos da temporada passada, com a família completamente paranoica com a possibilidade de perder Jericho mais uma vez. Assim como muitas produções que contam com a mão de M. Night Shyamalan, Servant tem um toque de insanidade com questões religiosas, esta segunda presente não só no título da série (servo), como também no nome do bebê.

<em>Servant é um thiller psicológico que acontece em torno do bebê Jericho (Imagem: Divulgação/Apple TV+)</em>
Servant é um thiller psicológico que acontece em torno do bebê Jericho (Imagem: Divulgação/Apple TV+)

Trazer questões bíblicas para dentro da série poderia ser algo mais passível de clareza, pois é algo que faz parte da vida de muitas pessoas ao longo dos séculos, o que não vem acontecendo com Servant. Ainda que seja curioso e divertido resolver mistérios, é um pouco decepcionante ver que uma produção faz questão de estender as incógnitas por muito tempo.

A esperança dos fãs, agora, é que os próximos episódios consigam desenrolar mais respostas do que a segunda temporada, em vez de se fortalecer cada vez mais em simbolismos confusos. Três temporadas já são suficientes para encerrar um mistério tão intrigante e, se precisar, trazer novos.

<em>Servant traz simbolismos bíblicos para contar um mistério (Imagem: Divulgação/Apple TV+)</em>
Servant traz simbolismos bíblicos para contar um mistério (Imagem: Divulgação/Apple TV+)

A terceira temporada de Servant já está disponível no Apple TV+, com os episódios sendo lançados semanalmente, todas as sextas-feiras.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos