CPB lança protocolo de segurança para volta às atividades esportivas


O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) lançou nesta quinta-feira um protocolo de retorno seguro às atividades esportivas dos atletas paralímpicos do Brasil.

O documento, que contou com a coordenação do médico-chefe do CPB, Hésojy Gley, e apoio das áreas técnicas, enfermagem e fisioterapia, pode ser acessado neste link.

As orientações poderão servir de modelo para retorno das atividades em espaços esportivos paralímpicos espalhados pelo Brasil, como os Centros de Referência Paralímpico (CRP), e demais estruturas ligadas direta ou indiretamente a atletas e praticantes de esportes paralímpicos, ou atividades físicas para pessoas com deficiência.

O Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro (CTPB), em São Paulo, permanece com as atividades, calendário de competições e treinamentos suspensos por tempo indeterminado.

- Este documento por si só não é suficiente o bastante para determinar o retorno à atividade física. É imperiosa a consideração da realidade local, público componente do grupo de risco e estrutura disponível para as atividades - diz Mizael Conrado, presidente do CPB.

Grande parte do conteúdo do protocolo foi baseada em exemplos e parâmetros até agora bem sucedidos adotados por entidades nacionais e internacionais, sejam no âmbito da saúde ou do esporte.

Os procedimentos a serem seguidos contemplam todos os momentos da rotina diária de um atleta, desde a sua saída de casa até o seu retorno à residência, como cuidados no transporte, em elevadores, viagens de avião, acessos às estruturas esportivas, processamento de roupas, sanitização, alimentação e suplementação, recomendações nas áreas dos treinamentos, entre outros.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também