Covas correu atrás de apoio de Russomano no segundo turno: “Muito honrado”

·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - NOVEMBER 15: Bruno Covas, candidate for mayor of the city of  Sao Paulo for the Brazilian Social Democracy Party (PSDB) wearing a protective mask gestures after voting during the municipal elections day on November 15, 2020 in Sao Paulo, Brazil. In Sao Paulo, 13 candidates are running for mayor, and about 2,000 candidates compete for one of the 55 vacancies in the Chamber for Councilman. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Bruno Covas recebeu apoio de Russomanno e de Andrea Matarazzo (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

Na última terça-feira, 17, o prefeito Bruno Covas (PSDB) recebeu oficialmente o apoio de Celso Russomanno (Republicanos) na campanha à reeleição. O tucano revelou que foi atrás do apoio do antigo oponente.

“Fomos buscar apoio do Russomanno, perguntar se nesse segundo turno era possível contar com o apoio dele, já que a gente não contou no primeiro turno”, disse Covas depois de participar de uma reunião com os vereadores eleitos no último domingo.

O tucano ainda declarou estar “muito honrado” com o apoio de Russomanno, que poderia até fazer aparições públicas com Covas. “Muito me honra receber mais um apoio, somado também ao apoio do Andrea Matarazzo”, disse Covas.

Leia também

O prefeito relatou que o contato foi feito com Marcos Alcântara, presidente do Republicanos na cidade de São Paulo. “Apoio não se nega. Ele já soltou uma nota publicando esse tipo de apoio. Não há nenhum problema em tirar foto com Celso Russomanno.”

Antes do início da campanha, o Republicanos pensou em descartar a candidatura de Russomanno, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para entrar na campanha de Covas.