Cotado para iniciar clássico, Warley tenta manter seu ímpeto e ganhar espaço como titular no Botafogo

·1 min de leitura


O fato do Botafogo estar na contagem regressiva pelo acesso à elite não faz o técnico Enderson Moreira descuidar de alguns ajustes na equipe. Na ausência de Chay, que ainda está em transição após sofrer um trauma no tornozelo direito, a equipe não reencontrou uma sintonia fina no setor ofensivo. Diante disto, Warley pode ganhar nova oportunidade como titular logo mais, em São Januário, diante do Vasco.

Responsável por dar um desafogo ao Alvinegro sempre que entra em campo, o "talismã" de Enderson já ocupou diversas funções e se destaca entre os coadjuvantes que ganharam projeção na trajetória até aqui.

Apesar de sua versatilidade, Warley ainda trava uma disputa pela titularidade em especial com Ronald e Marco Antônio. Contudo, chega à partida contra o Cruz-Maltino revigorado por ter feito o cruzamento que culminou no gol da vitória por 1 a 0 do Botafogo sobre o Confiança.

Cotado para atuar ao lado de Marco Antônio e Rafael Navarro, o jogador de 22 anos guarda boas lembranças do duelo anterior com o Cruz-Maltino. Em jogo no qual a equipe venceu por 2 a 0, no Nilton Santos, pelo primeiro turno da Série B, Warley engatou o contra-ataque que culminou no segundo gol botafoguense, marcado por Diego Gonçalves.

O camisa 25, que soma três gols e já deu cinco passes para que o Botafogo estufasse a rede, tem uma série de desafios em São Januário. Além de se manter como uma válvula de escape, cabe a Warley mostrar que não dará mais brechas para oscilações e poderá manter o Botafogo com ímpeto ofensivo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos