Correios mantém patrocínio à CBDA até o fim de maio

A manutenção temporária da parceria garante a realização do Troféu Maria Lenk; A reunião entre a estatal, atletas e Gustavo Licks aconteceu na última quarta-feira

Após anunciar que pretendiam rescindir o contrato de patrocínio com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) os Correios optaram por adiar uma decisão definitiva. O motivo da mudança de postura foi uma reunião na última quarta-feira entre o presidente da estatal, Guilherme Campos, atletas de esportes aquáticos e o interventor da CBDA, Gustavo Licks.

No encontro, ficou acertado que Licks apresentará um "plano de gestão e transparência de controles internos" até o final de abril. Em troca, os Correios mantém o auxílio financeiro até o fim de maio. Dessa forma, o Troféu Maria Lenk, principal evento da natação nacional e última oportunidade para os atletas conseguirem índices para o Mundial de Budapeste, está garantido.

Confira as notas emitidas pelos Correios e pela CBDA:

Correios

'Em reunião realizada nesta quarta-feira (12) com o presidente dos Correios, Guilherme Campos, o interventor da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Gustavo Licks, relatou a importância do patrocínio dos Correios para a manutenção da entidade e de seus eventos, bem como os feitos da parceria durante os mais de 25 anos de contrato.

Na oportunidade, foi solicitado ao interventor que apresente um plano de melhorias na gestão da entidade até o final do próximo mês, com foco na transparência e maior rigidez nos controles internos.

Na próxima semana, o assunto também será discutido em audiência pública na Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados, com a participação do Comitê Olímpico Brasileiro, do Ministério dos Esportes, atletas, órgãos de controle, federações ligadas aos esportes aquáticos, entre outros.

Diante de tudo isso, e em razão da proximidade do Troféu Maria Lenk - maior evento nacional de natação, em que os atletas podem obter os índices para competições mundiais -, a estatal aguardará esses acontecimentos antes da decisão quanto à rescisão do contrato. Esse esforço dos Correios demonstra a preocupação da empresa e sua responsabilidade em resolver o assunto com o menor impacto possível aos atletas das modalidades aquáticas.'

CBDA

'O administrador provisório da CBDA, Dr. Gustavo Licks, esteve na tarde de quarta-feira, 12/04, em reunião na sede dos Correios em Brasília para falar sobre o contrato da empresa com a entidade, onde foi apresentada uma argumentação para que a empresa siga nos esportes aquáticos, pois além das conquistas técnicas, as cinco modalidades possuem função social e de inclusão no esporte brasileiro.

Os correios seguirão com a CBDA até o final do mês de maio, quando será apresentado pela entidade um plano de gestão e transparência dos seus controles internos, o que já está sendo elaborado pelo administrador provisório com a colaboração de outros setores dá confederação.

Na próxima semana, acontecerá uma entrevista coletiva na sede da CBDA e também será realizada uma audiência pública na Comissão do esporte da Câmara dos Deputados, com a participação do Comitê Olímpico Brasileiro, do Ministério dos Esportes, atletas, órgãos de controle, federações ligadas aos esportes aquáticos, entre outros.

A administração da Confederação está trabalhando para que a entidade siga o seu curso, garantindo aos atletas e a comunidade dos esportes aquáticos em geral a manutenção do seu calendário e o legado de 25 anos de parceria com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Na próxima semana os atletas estarão a caminho do Sul-Americano Juvenil/Junior e os preparativos para o Troféu Maria Lenk 2017, última seletiva para o Mundial dos Esportes Aquáticos de Budapeste, já estão em curso.'


























E MAIS: