Corpo de Pelé foi embalsamado para que velório possa ocorrer dias após a morte

Vila Belmiro está pronta para receber o velório do Rei do Futebol (Foto: Fábio Lázaro/LANCE!)


O corpo do Rei Pelé foi embalsamado para que o velório pudesse ocorrer entre segunda e terça-feira (2 e 3). O ex-jogador faleceu na última quinta-feira (29), por falência múltipla de órgãos. Ele lutava contra um câncer de cólon há mais de um ano. O procedimento vai permitir que o caixão fique aberto durante a cerimônia.

O procedimento será o mesmo realizado com o apresentador Gugu Liberato, que faleceu em 2019 após cair do sótão da sua casa em Orlando, na Flórida (EUA), mas foi velado e enterrado no Brasil, uma semana após o seu falecimento.

+ Gols, títulos, prêmios e estatísticas: veja números da brilhante carreira do Rei Pelé

Desde a confirmação do falecimento, o corpo de Pelé segue no Hospital Israelita Albert Einstein, na região do Morumbi, em São Paulo. O corpo deixará o local durante a madrugada de domingo (1º) para segunda-feira (2). A tendência é que até às 4h da manhã ele chegue na Vila Belmiro. O velório iniciará às 10h.

O governo do Estado de São Paulo disponibilizou um carro de bombeiros para que o corpo de Pelé descesse a serra até Santos em cortejo, mas a família optou por algo discreto

A Polícia Militar prepara uma megaoperação para a cerimônia de velório, incluindo a escolta para levar o corpo até o estádio Urbano Caldeira. Não se sabe se uma das duas rodovias (Anchieta e Imigrantes) será fechada para o transporte exclusivo do corpo do Rei do Futebol.