Corpo de Pelé deve receber cortejo público dos Bombeiros de hospital até velório na Vila Belmiro

Pelé festeja seu gol no amistoso de despedida da Seleção, em 1971 (Foto: Acervo Histórico do São Paulo FC)


Como forma de prestar sua última homenagem a Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, falecido aos 82 anos, o Governo de São Paulo, sob responsabilidade de Rodrigo Garcia (PSDB) ofereceu à família a possibilidade de transportar o corpo do maior atleta da história em um carro aberto dos Bombeiros até Santos (SP).

Pelé será velado na próxima segunda-feira (2/1) no Estádio da Vila Belmiro, palco do time onde construiu sua história e se tornou lenda. Realizar a cerimônia no local foi um pedido do Rei aos familiares, conforme apurou o LANCE!.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


+ Pelé eterno: saiba os times que mais sofreram gols do Rei

Inicialmente, segundo a reportagem levantou, foi oferecido pelas autoridades paulistas uma possibilidade de se realizar uma outra cerimônia de despedida ao eterno camisa 10 na Assembleia Legislativa do Estado, no bairro do Ibirapuera, zona sul paulistana.

Entretanto, seguindo um pedido do próprio Pelé, o velório será todo realizado no estádio santista.

Com isso, fontes da Secretaria de Estado da Segurança Pública revelaram ao L! que o cortejo público do Hospital Albert Einstein, no Morumbi (zona oeste), à cidade litorânea foi a forma encontrada para que os paulistanos também pudessem se despedir do Rei.

O corpo de Pelé seguirá preservado na unidade hospitalar onde ele ficou internado por 30 dias lutando contra o câncer que o vitimou até o dia da cerimônia em Santos.

A data do velório foi escolhida pelos familiares em conjunto com as autoridades públicas, como forma de dar tempo hábil para que dirigentes esportivos, atletas, políticos e celebridades próximas de Pelé pudessem se dirigir a Santos sem maiores percalços.

O enterro do Rei será na terça-feira (3/1), às 10h (de Brasília), no Cemitério Vertical Memorial Necrópole Ecumênica, próximo à Vila, onde a família do ídolo mantém um jazigo desde a inauguração.