Coronavírus: Turismo tem prejuízo de R$ 62 bilhões e deve se recuperar só em 2023

A man during the coronavirus emergency in Rio de Janeiro, Brazil, on May 27, 2020. (Photo by Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)
A man during the coronavirus emergency in Rio de Janeiro, Brazil, on May 27, 2020. (Photo by Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)

O turismo contabiliza os prejuízos em função da pandemia do novo coronavírus no Brasil. O setor acumulou, até abril, perda de R$ 62 bilhões, segundo projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

E nos siga no Google News:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo reportagem do portal G1, a taxa de ocupação nos hotéis está entre 3% e 5%, e os voos tiveram redução de 90% a 95%. O setor estima que 300 mil trabalhadores perderam o emprego.

Leia também

Além das medidas de distanciamento social, o setor pode ser prejudicado pela imagem negativa do país em relação ao posicionamento do governo frente à pandemia, afastando turistas. Pesquisadora da USP sobre turismo, Mariana Aldrigui Carvalho prevê que o setor retome somente em 2023 o patamar de faturamento obtido em dezembro de 2019.

“O perfil do turista estrangeiro que costuma visitar o Brasil tem uma faixa etária entre 25 e 30 anos, profissão estabelecida e um nível de renda mais elevado. Essa pessoa costuma buscar informações sobre o destino que pretende visitar. Também pode contactar um agente de viagem que provavelmente vai sugerir que o Brasil não é um bom lugar para conhecer em tempo de pandemia. O problema é que não sabemos quanto tempo isso irá durar”, analisa Aldrigui Carvalho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Alexandre Sampaio, representante da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, também é pessimista ao avaliar a retomada do setor.

“Quem trabalha com turismo internacional não vai receber nenhum investimento. Nossa imagem está muito ruim por ter se tornado um núcleo de difusão da doença, pelas medidas de que foram tomadas pelo governo. O turismo brasileiro está com uma imagem muito comprometida. Os brasileiros também não vão ser bem-vindos em outros países, então temos que investir no turismo interno”, diz o executivo.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Leia também