Coronavírus: Mortes por semana em SP batem recorde após leve queda

14 October 2020, Brazil, Sao Paulo: An excavator digs more graves at the Vila Formosa cemetery in the middle of the Corona pandemic. The Ministry of Health has confirmed 955 377 Covid-19 infected and 46 510 coronavirus deaths. More than a quarter of the newly registered deaths occurred in the state of São Paulo. Photo: Lincon Zarbietti/dpa (Photo by Lincon Zarbietti/picture alliance via Getty Images)
14 October 2020, Brazil, Sao Paulo: An excavator digs more graves at the Vila Formosa cemetery in the middle of the Corona pandemic. The Ministry of Health has confirmed 955 377 Covid-19 infected and 46 510 coronavirus deaths. More than a quarter of the newly registered deaths occurred in the state of São Paulo. Photo: Lincon Zarbietti/dpa (Photo by Lincon Zarbietti/picture alliance via Getty Images)

O estado de São Paulo voltou a registrar aumento de mortes semanais pelo novo coronavírus, após ter anunciado a primeira queda nos números. E o crescimento foi recorde: 1.651 óbitos até a última sexta-feira (19).

Os dados de sábado ainda serão incluídos. A piora nos números frustra o governo Doria, que havia comemorado uma redução de casos entre 7 e 13 de junho: 1523, três a menos em relação ao período anterior.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também

Nesta semana, São Paulo bateu outra marca negativa que contribuiu para o maior número de mortes em uma semana. Pela primeira vez, o estado registrou quatro dias seguidos com mais de 300 óbitos por dia. Na última sexta, 386 pessoas morreram por Covid-19 no estado.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

A Secretaria de Saúde paulista estima que o estado deve alcançar entre 15 mil e 18 mil mortes até o fim do mês. O governo contabilizou, até sexta, 12.232 óbitos.

Doria iniciou a flexibilização gradual da quarentena em 1º de junho, porém recuou em regiões com a piora dos indicadores. “As regiões de Marília e Registro regrediram para a fase de restrição total a comércios e serviços não essenciais até a próxima revisão”, anunciou o governador em seu Twitter.

A taxa semanal de ocupação dos leitos de UTI caiu de 69,1% para 66,5%, divulgou Doria em sua rede social.

Leia também