Coronavírus: Ministério recomenda adiar eventos e isolamento para quem vier do exterior

Yahoo Notícias
Recomendação do Ministério da Saúde é de que eventos com grande concentração de pessoas devem ser cancelados. (Foto: Reuters/Adriano Machado)
Recomendação do Ministério da Saúde é de que eventos com grande concentração de pessoas devem ser cancelados. (Foto: Reuters/Adriano Machado)

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (13) recomendações para diminuir a velocidade da transmissão do novo coronavírus no país. Eventos com grande concentração de pessoas devem ser cancelados ou adiados, segundo a pasta. Caso não seja possível, que sejam feitos sem público.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Notícias no Google News

Outra medida de precaução é que todo viajante internacional faça isolamento domiciliar por uma semana, a partir da data do desembarque. Eles só devem procurar unidade de saúde se apresentar febre e tosse ou falta de ar.

Leia também

Cruzeiros também estão desaconselhados. Essas e outras orientações fazem parte de medidas "não farmacológicas" que o governo federal repassou a equipes locais de saúde, na tentativa de evitar uma explosão de casos de covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, no país.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, afirmou que se as medidas não forem adotadas, os casos vão dobrar a cada três dias, segundo projeções feitas pela pasta.

“A cada três dias, podemos ter o dobro do número de casos se não adotarmos as medidas propostas que vamos apresentar a seguir”, afirmou Oliveira.

Oliveira também alertou que haverá uma sazonalidade das doenças respiratórias por conta da mudança de clima com a chegada do inverno, na próxima semana. “O objetivo não é impedir, é reduzir velocidade de transmissão para que sistema de saúde consiga se manter ativo”, explicou Oliveira.

Ele afirmou que a quarentena, que é a restrição de movimento decretada oficialmente por uma autoridade, seria a última adotada pela pasta.

com informações da Agência O Globo

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também